TUF Brasil 3, capítulo 2 em destaques

No segundo episódio do TUF Brasil 3, foi ao ar a segunda parte das eliminatórias. No programa aconteceu as 8 lutas que faltavam, como de costume com uma pequena...

No segundo episódio do TUF Brasil 3, foi ao ar a segunda parte das eliminatórias. No programa aconteceu as 8 lutas que faltavam, como de costume com uma pequena introdução para os lutadores, e lutas seguidas, algumas com comentários dos lutadores e das auxiliares. O programa se encerrou com Wanderlei e Sonnen se reunindo para definir os times, mas um grade dilema causou polemica. Confira abaixo a analise do programa, e os principais destaques:

TUF_BRASIL3_Wand_Sonnen

(Foto: Divulgação / UFC)

Bomba, Marmota, Vinagre… e um dedo quebrado

Na categoria dos médios, as primeiras lutas não empolgaram muito, e os apelidos chamaram atenção mais uma vez: Bomba, Marmota Vinagre e Lyoto são alguns. Na primeira luta, Bomba finalizou Markus Perez com categoria, e em seguida, uma curiosidade, Pedro Vinagre logo quebrou o dedo no começo da luta, sendo assim, Ismael Marmota que nem chegou a suar, se classificou para entrar na casa. Na terceira luta Warlley Alves, em uma luta muito equilibrada e técnica contra Wendell Negão, se consagrou vencedor. E na ultima luta dos médios, Marcio Lyoto, um carateca, fez o que bem quis com Giuliano Arantes, dominou em pé, conectou os melhores golpes, e finalizou com uma justa guilhotina no segundo round.



Matchmaker fail!

Para quem não sabe matchmaker é a pessoa que casa os combates, decide quem enfrentam quem em determinado evento, e no caso desse TUF, e visto a qualidade dos lutadores, ele não foi feliz. As lutas foram casadas em sua maioria, entre experientes e promessas, mas alguns lutadores que se enfrentaram mereciam entrar na casa e venceriam outros de menos qualidade que lutaram entre si. Um caso, é o de Warlley Alves e Wendell Negão que se enfrentaram, pra quem não sabe, são dois dos melhores meio médios do país, e que venceriam provavelmente a maioria dos outros lutadores que se enfrentaram. É compreensível, visto que o UFC quer mesclar promessas com os mais experientes, mas a qualidade das lutas na casa com certeza aumentaria se as lutas fossem melhores casadas.

Hortência e Isabel tentam salvar o TUF Brasil!

No meio da segunda temporada do TUF Brasil 2, uma colunista disse que seria aquela, a ultima temporada do programa na globo, mas logo o UFC desmentiu, e revelou que o contrato era de três temporadas. Sendo assim, tudo se justifica, pelo menos um pouco, Sonnen vs Wanderlei chama atenção por si próprio, mas talvez um algo a mais era preciso. Digamos que a Globo quer que o TUF continue, mas sem audiência é impossível para a emissora. Sendo assim, mesmo desagradando alguns fans, Hortência e Isabel, que não entendem nada de luta, podem resolver esse problema, pelo menos chamando um pouco mais de audiência, nem que seja pela curiosidade. Hortência e Isabel falaram um pouco menos no segundo episódio, e vamos ser sinceros, para o crescimento do MMA, o TUF é preciso, audiência é preciso, talvez Hortência e Isabel fosse preciso, é algo a se pensar…

Pesos pesados matadores

Os pesos pesados da terceira edição do TUF entraram para “matar ou morrer”, nenhum quis se poupar, e não fugiram do combate, alguns inclusive pagaram o preço por isso. Na primeira luta envolvendo os grandões, Rick Monstro que já participou do TUF Brasil 1, mas perdeu nas eliminatórias para Sarafian, não deixou a segunda chance escapar, e logo nocauteou Alexandre Bebezão no começo da luta. Já na segunda luta da categoria, Thiago Big Monster foi logo pra cima de Pezão e se deu mal, Pezão logo encaixou uma guilhotina e desbancou Big Monster. Na terceira luta, Antonio Montanha tomou um atraso de Fernando Camolês no primeiro round, mas no segundo logo aplicou uma queda, e não deu chances para Camolês, o nocauteando no ground n’pound. E fechando as lutas dos pesados, Vitor Miranda encarou Bruno Blindado, no qual vou falar com mais detalhes no tópico abaixo.

O “Vilão Herói”

Na ultima luta das eliminatórias, mais um apelido curioso apareceu, Vitor Miranda “Lex Luthor”, confesso que já conheço a carreira de Vitor Miranda, mas desconhecia o apelido. O “vilão do Super Homem” com certeza foi o cara do segundo episódio do programa. Lutador que passou por diversas dificuldades na carreira e na vida, como a perda do filho, de vilão não tem nada, o “Lex Luthor” está mais para herói. Vitor Miranda enfrentou Bruno Blindado para entrar na casa, Blindado que justificou o apelido, fez um grande primeiro round, e mesmo apanhando bastante, foi pra cima de Vitor. Já no segundo round, tivemos mais do mesmo, mas no final, Vitor Miranda acertou um lindo chute em Bruno que se “quebrou”, desculpem o trocadilho, Blindado caiu apagado, e Vitor saiu com estilo, nem conectou mais golpes conquistando uma vaga na casa. Grande vitória do “Lex Luthor” que impressionou, e muito, os treinadores.

Os últimos VIPS

Em 16 combates, 8 lutadores se classificaram para entrar na casa, confira abaixo os resultados oficiais:

Peso médio:
Guilherme Vasconcelos venceu Markus Perez por finalização (mata leão).
Ismael Marmota venceu Pedro Vinagre por nocaute técnico.
Warlley Alves venceu Wendell Negão por decisão dividida.
Marcio Lyoto venceu Giuliano Arantes por finalização (guilhotina).

Peso pesado:
Rick Monstro venceu Alexandre Bebezão por nocaute.
Macos Pezão venceu Thiago Big Monster por finalização (guilhotina).
Antônio Montanha venceu Fernando Camolês por nocaute técnico.
Vitor Miranda venceu Bruno Blindado por nocaute.

“Ou pede desculpas, ou não gravo!”

Finalizando, no final do programa, apareceu Wanderlei e Sonnen com as camisas dos times, até que Wanderlei tomou a frente e disse, que se o americano não pedir desculpas para o Brasil, ele não grava o programa. Sonnen reluta, e com seu humor de costume, manda Wanderlei embora, e chama outra pessoa, diz que não vai pedir desculpas e que o que falou do Brasil, já foi resolvido quando perdeu para Anderson Silva. Wanderlei também reluta, vai para os vestiários, fala com Sonnen denovo e o programa acaba. Mas logo na prévia do próximo capitulo, Wanderlei aparece dizendo que Sonnen vai pedir desculpar quando lutar com ele no dia 31 de maio, dando a entender que o lema foi resolvido. Mais uma vez o programa se apoia na rivalidade dos lutadores, e se foi armado ou não, a expectativa de quando Wanderlei e Sonnen vão “sair na mão” com certeza aguça a curiosidade dos telespectadores em não perder o programa.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Siga o Nocaute na Rede no Instagram: https://bit.ly/19p66yi

Curta nossa página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Victor Nunes / @vic_nr



Categorias
LutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

18 − doze =

RELACIONADO POR