UFC 167! St-Pierre vence com polêmica, enquanto Rashad Evans atropela Chael Sonnen

Podemos não ter tido um dos melhores eventos do ano, digamos em qualidade, longe disso, mas foi um evento para fazer com que os amantes do MMA fiquem falando...

Podemos não ter tido um dos melhores eventos do ano, digamos em qualidade, longe disso, mas foi um evento para fazer com que os amantes do MMA fiquem falando dele por diversos dias, Hendricks mostrou ao mundo sua capacidade de chocar o mundo assim fazendo 5 rounds de muita movimentação e equilíbrio com o atual campeão, inclusive fazendo com que muito acreditem que Hendricks venceu a luta.  

No card preliminar, destaque para a vitória do brasileiro Thales Leites, que dominou completamente Ed Herman, com um belo jogo de quedas e controle no solo, não deixou o americano respirar, assim vencendo por decisão unanime e Donald Cerrone que veio com sangue nos olhos para o combate, quase nocauteou Evan Dunham no primeiro round e no segundo finalizou com muita técnica com um bonito triangulo.



Usa Today (4)

(Foto: USA Today)

Abrindo o card principal, o duelo entre os pesos moscas, Tim Elliot e Ali Bagautinov foi bastante movimentado nos três rounds, com ambos os atletas na iminência de finalização por diversas vezes. Os dois protagonizaram nos momentos de trocação afiada, e mostraram resistência e excelente absorção de golpes. Vitória de Tim Elliot por decisão unânime, apesar de os três rounds terem sido muito equilibrados. 

Pela segunda luta do card principal, dois atletas vindo de derrota na organização. Josh Koscheck encarou Tyron Woodley pelos meio-médios, e Koscheck foi nocauteado por Woodley ainda no primeiro round.  Esta é a terceira derrota consecutiva de Josh Koscheck no UFC, e agora seu futuro na organização uma incógnita. Já Woodley retoma o caminho do cinturão após ter estreado com vitória no UFC, contra Jay Hieron, e ter tropeçado em Jake Shields.

1384663777000-USATSI-7560288

(Foto: USA Today)

Ainda pela categoria dos meio-médios, Rory MacDonald e Robbie Lawler fizeram a terceira luta do card principal. Com o pupilo de St. Pierre, Rory MacDonald entrando como franco favorito, muitos esperavam um domínio do canadense sobre Lawler durante os três rounds, ou até mesmo um nocaute ou finalização. Mas MacDonald não teve vida fácil no octógono, e mesmo com todo o favoritismo, e vantagem gritante na envergadura, levou um sufoco de Robbie Lawler, e saiu derrotado por decisão dividida. E agora, Rory MacDonald volta a estaca zero na briga pelo cinturão, e terá que esperar um pouco (e melhorar muito) caso queira ser o substituto de St. Pierre. Enquanto isso, Robbie Lawler justifica seu retorno ao UFC, e entra de vez na briga pelo título.

No co-main event, o combate entre Rashad Evans e Chael Sonnen terminou mais rápido do que muitos esperavam. Com domínio total de “Suga” Rashad Evans desde o início da luta, Chael Sonnen nada conseguiu fazer para evitar a fácil vitória de Evans ainda no primeiro round. O falastrão foi derrotado por TKO, e agora pode se concentrar em seu próximo adversário Wanderlei Silva. Já Rashad, volta à fila da disputa do cinturão dos meio-pesados, que hoje pertence a Jon Bones Jones.

Usa Today (3)

(Foto: USAToday)

E a luta principal foi marcada por polêmica, na disputa de cinturão entre o franco-canadense Georges St. Pierre e Johny Hendricks. O combate foi intenso, e (acreditem) se desenrolou quase que totalmente em pé, com Hendricks castigando GSP com contundência em seus golpes. O canadense também mostrou grande capacidade de absorção, ao receber vários potentes golpes da mão esquerda de Hendricks. Enquanto GSP tentava controlar o combate levando o americano para o chão, Johny Hendricks insistia na luta em pé, e seguia castigando St. Pierre.

HDNux

(Foto: HDNux)

Todos os rounds foram equilibrados, com Hendricks sendo mais contundente nos golpes em pé, enquanto GSP era mais efetivo nas quedas. E assim seguiram os cinco rounds, e ao final da luta, Georges St. Pierre foi declarado campeão por decisão dividida  dos jurados, e surpreendeu a muitos na Arena MGM, inclusive Joe Rogan e Dana White.

O canadense, em entrevista a Joe Rogan no octógono afirmou que estaria considerando a hipótese de se aposentar. Todavia, na coletiva de imprensa pós-luta, o chefão Dana White já disse que não deixara GSP se aposentar, antes de conceder a revanche imediata a Hendricks.

Usa TOday

(Foto: USA Today)

UFC 167: St-Pierre vs Hendricks – Resultados
16 de novembro de 2013, em Las Vegas (EUA)
Card Principal:
Georges St-Pierre venceu Johny Hendricks por Decisão Dividida.
Rashad Evans venceu Chael Sonnen por Nocaute Técnico no Primeiro round.
Robbie Lawler venceu Rory MacDonald por Decisão Dividida.
Tyron Woodley venceu Josh Koscheck por Nocaute no Primeiro Round.
Ali Bagautinov venceu Tim Elliott por Decisão unânime.
Card Preliminar
Donald Cerrone venceu Evan Dunham por Finalização no Segundo Round.
Thales Leites venceu Ed Herman por Decisão Unânime.
Rick Story venceu Brian Ebersole por Decisão Unânime.
Erik Perez venceu Edwin Figueroa por Decisão Unânime.
Jason High venceu Anthony Lapsley por Decisão Unânime.
Sergio Pettis venceu Will Campuzano por Decisão Unânime.
Gian Villante venceu Cody Donovan por Nocaute Técnico no Segundo Round.

Premiações da Noite
Luta da Noite – St-Pierre vs Hendricks
Nocaute da Noite – Tyron Woodley
Finalização da Noite –  Donald Cerrone

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Siga o Nocaute na Rede no Instagram: https://bit.ly/19p66yi

Curta nossa página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Edu Andrade e Victor Nunes



Categorias
LutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

dezenove + um =

RELACIONADO POR