UFC 235: Jones vs Smith – Resumo, resultados e bônus

Evento em Las Vegas contou com duas disputas de título, estreia de peso, lutas empolgantes e nocautes avassaladores
Jones aplica chute no queixo de Smith (Foto: Reprodução/ Yahoo Sports)

No último sábado, dia 2, aconteceu o UFC 235, diretamente de Las Vegas. Duas disputas de cinturão foram colocadas em jogo. O campeão dos meio-pesados, Jon ‘Bones’ Jones, enfrentou o desafiante Anthony Smith na luta principal. No co-main event, o desafiante Kamaru Usman enfrentou o campeão dos meio-médios, Tyron ‘The Choose One’ Woodey. O evento contou ainda com outras estrelas e grandes combates. Confira o que de melhor aconteceu em mais um grande evento do UFC.

Meio-Pesado: Jon Jones vs Anthony Smith



Resultado de imagem para Jon Jones ufc 235

Jon Jones castiga Smith com suas mortais cotoveladas (Foto: Reprodução)

 

Na luta principal, Jon Jones veio para sua primeira defesa de título após a reconquista do mesmo. O desafiante foi o embalado Anthony Smith, que subiu de categoria – dos médios para os meio-pesados -, venceu 3 seguidas, com direito a dois nocautes, 1 finalização e 2 prêmios de “performance da noite”, e assim garantiu se ‘tittle shot’.

O combate não foi complicado. Smith até conseguiu conectar alguns bons golpes – bem pouco, é verdade -, mas no geral o campeão foi dominante mais uma vez. Conseguiu impor seu ritmo, sua distância e levou a luta numa boa. Nem mesmo os dois pontos retirados do campeão, após a aplicação de uma joelhada irregular, foi capaz de ameaçar sua vitória. Smith chegou a passar por apuros no quarto round, quando foi parar no chão e começou a tomar golpes no agressivo e famoso ‘ground and pound’ de ‘Bones’, mas no final acabou sendo derrotado mesmo por decisão unânime. Um triplo 48-44 em favor do lutador de Greg Jackson.

Jones se mantém campeão da divisão até 93 kg, dando inclusive a lógica. Já Smith, tem que retornar o mais rápido possível ao caminho das vitórias para quem sabe conquistar uma oportunidade de revanche.

Meio-Médio: Tyron Woodley x Kamaru Usman

Resultado de imagem para tyron woodley vs kamaru usman

Woodley experimentou uma sensação que há muito não sentia, ficar com as costas no solo (Foto: Reprodução)

Na outra disputa de cinturão – que na verdade, pela ordem, foi a primeira da noite – ‘The Choose One’ Tyron Woodley chegou para sua quinta defesa de cinturão. Seu adversário foi um nigeriano, de nome Kamaru Usman, dono de 13 vitórias consecutivas, sendo 9 de delas pelo Ultimate.

O “Pesadelo Nigeriano” não quis saber de respeitar o campeão e suas potentes mãos que tanto assustam os adversários. Usman foi pra cima desde o início, sempre tomando a iniciativa e buscando encurralar o oponente. Woodley não se sentiu a vontade. Em seus desafios anteriores, havia enfrentado 3 oponentes especialistas na trocação (Lawler, Thompson e Till), mas que não tinham tanto a oferecer no grappling, e lutou contra um especialista no jogo agarrado, Demian Maia, mas que não tem bom jogo de striker. Esse estilo quase que unidimensional ajudou-o até então. Usman tem características diferentes, tem excelente grappling e uma trocação enjoada demais. Sem saber o que viria, socos ou tentativas de quedas, Tyron acabou dominado, sendo inclusive cravado de costas no chão em duas oportunidades. No fim, vitória mais que dominante de Usman por decisão unânime (50-44/50-44/50-45).

Usman toma a coroa, permanece invicto no UFC, somando agora 10 vitórias seguidas, uma das maiores da Organização, e ainda quebra a sequência de Tyron, que não sentia o gosto da derrota há 7 lutas, desde junho de 2014.

Meio-Médio: Robbie Lawler x Ben Askren

Resultado de imagem para robbie lawler x ben askren

O início do fim para Robbie Lawler (Foto: Getty Images)

Depois de muita falação, muitas farpas e insultos trocados, Ben Askren finalmente ganhou uma oportunidade do chefão Dana White para mostrar seu talento na maior Organização de MMA do planeta. A estreia foi contra um oponente complicado, o ex-campeão da divisão, Robbie ‘Ruthless’ Lawler.

Askren é um dos mais talentosos wrestlers no mundo do MMA. Lawler é um dos melhores na arte de defender quedas. O duelo prometia. No primeiro confronto, Lawler levou a melhor, não só defendendo, mas contra-atacando e arremessando o adversário com as costas no chão. Em seguida, aplicou um violento ‘ground and pound’, que talvez se demorasse mais um pouco poderia ter lhe dado a vitória. Mas Asken levantou, com o rosto muito magoado e sangrando após tomar golpes da mão poderosa de Robbie. No segundo duelo de wrestling, aí foi Askren que levou a melhor. ‘Ruthless’ não pareceu levar fé quando o oponente envolveu seu pescoço, demorou a reagir corretamente e acabou sendo finalizado aos 3:20 do 1º round.

Ben Askren chega ao Ultimate com o pé na porta Invicto na carreira (19 lutas e 19 vitórias), ex-campeão do torneio e da divisão meio-médio do Bellator (defendeu o título por 4 vezes e depois para o One Championship), ex-campeão meio-médio do One Championship (defendeu cinturão por 3 vezes), ele pode muito em breve chegar a disputa da coroa da categoria agora no UFC. Já Lawler, após ser o campeão mais empolgante da história da divisão e um dos mais empolgantes da história do UFC, chegou ao número de 3 derrotas nas últimas 4 lutas, entre elas um finalização e um nocaute, e deve perder no mínimo umas duas posições no ranking (atualmente é o #6).

OS BRASILEIROS NO EVENTO

Galos: Cody Garbrandt x Pedro Munhoz

Resultado de imagem para cody garbrandt x pedro munhoz

A trocação insana e empolgante de Cody x Munhoz (Foto: Reprodução/FanSided)

O brasileiro Pedro Munhoz, #9, tinha uma missão complicada: parar um ex-campeão, Cody ‘No Love’ Garbrandt, #2, que estava “mordido” após ser nocauteado numa disputa de título.

Os dois começaram em marcha lenta, estudando um pouco o adversário. Aos poucos foram se soltando e o duelo ganhando intensidade. No momento em que Cody se “assanhava” e começava inclusive a fazer algumas “firulas”, Pedro acertou um soco que levou o americano a knockdown. No entanto, ‘No Love’ se levantou e acertou uma boa joelhada, que fez o brasileiro sentir forte e caminhar para trás. O ex-campeão foi pra cima com tudo, dando muitos golpes. Munhoz reagiu e os dois passaram a trocar socos francos. No fim, o brasileiro acertou novamente o queixo do rival, que dessa vez não conseguiu mais uma reação. No fim, vitória de Pedro Munhoz por nocaute técnico aos 4:52 do 1º round.

Meio-Pesado: Misha Cirkunov x Johnny Walker

Resultado de imagem para johnny walker x misha cirkunov

A linda joelhada voadora que deu a vitória para o brasileiro Johnny Walker (Foto: Reprodução/YouTube)

Após duas lutas e dois nocautes avassaladores no UFC, Walker estreou no ranking em #15. A Organização marcou então um duelo contra o primeiro a sua frente, Misha Cirkunov.

O combate foi rápido – só não mais rápido que o anterior, quando nocauteou Justin Ledet em apenas 15 segundos -. O brasileiro fez umas duas “firulas”, depois passou a se movimentar rápido e entrou com            uma joelhada voadora. O adversário caiu e Walker só teve o trabalho de dar mais alguns socos no “ground and pound’. Vitória por nocaute técnico aos 0:36 do 1º round.

Johnny Walker nocauteou dois oponentes no espaço de exatos 1 mês e está com a moral muito alta. Deve conseguir subir pelo menos umas 3 ou 4 posições no ranking, chegando na beira do top 10. Enquanto isso, Cirkunov chega a 3 derrotas em 4 lutas, sendo todas por nocaute.

Palhas-Femininos: Polyana Viana e Hannah Cifers

Resultado de imagem para hannah cifers x poliana viana

Hannah Cifers tem braço levantado após resultado de decisão dividida (Foto: Reprodução/ Superlutas)

Na luta de abertura do UFC 235, um duelo de lutadoras vindas de derrota, buscando o retorno ao caminho das vitórias.

As duas fizeram uma luta bem equilibrada. Não conseguiram fazer com que a luta terminasse sem precisar da visão de quem estão de fora, os juízes laterais. No final, eles marcaram vitória de Cifers por decisão dividida (29-28/28-29/29-28).

Polyana chega a sua segunda derrota em três lutas pelo UFC, sendo elas de forma consecutiva. Uma “luz vermelha” pode se acender para a brasileira. Já a “Shockwave”, Hannah Cifers, se recupera da derrota na estreia pelo Utimate.

RESULTADOS COMPLETOS

Card Principal

Meio-Pesado: Jon Jones venceu Anthony Smith por decisão unânime (triplo 48-44);
Meio-Médio: Kamaru Usman venceu Tyron Woodley por decisão unânime (50-44/50-44/50-45);
Meio-Médio: Ben Askren finalizou Robbie Lawler aos 3:20 do 1º round;
Palha-Feminino: Weili Zhang venceu Tecia Torres por decisão unânime (29-28/30-27/30-27);
Galo: Pedro Munhoz nocauteou Cody Garbrandt aos 4:52 do 1º round;

Card Preliminar

Pena: Zabit Magomedsharipov venceu Jremy Stephens por decisão unânime (triplo 29-28);
Meio-Pesado: Johnny Waker nocauteu Misha Cirkunov aos 0:36 do 1º round;
Galo: Cody Stamann venceu Alejandro Perez por decisão unânime (29-28/29-28/30-27);
Meio-Médio: Diego Sanchez nocauteou Mickey Gall 4:13 do 2º round;
Médio: Edmen Shahbazyan nocauteou Charles Byrd aos 0:38 do 1º round;
Galo-Feminino: Macy Chiasson nocauteou Gina Mazany aos 1:49 do 1º round;
Palha-Feminino: Hannah Cifers venceu Poliana Viana por decisão dividida (29-28/28-29/29-28)

BÔNUS

Pedro Munhoz x Cody Garbrandt – US$ 50 mil para cada pela “luta da noite”;

Johnny Walker e Diego Sanchez – US$ 50 mil para cada pelas performances da noite



Categorias
LutasMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

nove − 2 =

RELACIONADO POR