UFC atualiza ranking e Urijah Faber, Juliana Peña e Jennifer Maia são destaques

A brasileira Viviane Sucuri fez sua estreia no ranking peso-galo feminino, é a atual #15
Urijah Faber comemora vitória sobre Ricky Simon. em seu retorno ao Ultimate, no UFC Fight Night 155 (Foto: Getty Images)

O ranking do UFC foi atualizado nesta segunda feira, 15, tendo várias mudanças de posição. Os destaques positivos ficaram por conta de Urijah Faber, Juliana Peña e a brasileira Jennifer Maia. Os dois primeiros estavam fora do ranking na atualização anterior e graças às vitórias no último sábado, 13, voltaram a figurar nos rankings de suas respectivas categoria. Jenifer, atleta Chute Boxe, subiu três posições na divisão feminina peso-mosca sem precisar entrar no octógono. O ponto negativo acabou sendo o peso-pena Mirsad Bektic.

O “California Kid”, Faber, estava aposentado há dois anos e meio. Retornou ao octógono na semana passada, no ‘co-main event’ do UFC Fight Night 155, e nocauteou Ricky Simon aos 46 segundos de combate, o que lhe rendeu um bônus de US$ 50 mil por uma das performances da noite e a décima quarta posição na categoria. Juliana Peña não lutava desde janeiro de 2017, quando foi finalizada pela hoje campeã, Valentina Shevchenko. No UFC Fight Night 155, voltou e venceu Nicco Montaño por decisão unânime (29-28/29-28/29-27). O boa performance lhe rendeu o quarto lugar na divisão peso-galo.



Resultado de imagem para juliana peña x nico montaño

Juliana Peña vence Nico Montaño, de virada, no UFC Fight Night 155 e retorna ao ranking do peso-galo feminino já em #4 (Foto: Getty Images)

A brasileira Jennifer Maia, ex-campeã do Invicta FC, está na beira do top 5. Com cartel 1-1 no Ultimate, subiu três posições e agora é a #6 do peso-mosca. No próximo sábado, dia 20, ela enfrenta Roxane Modafferi, que subiu uma posição e está logo a frente da brasileira, #5. As duas atletas já lutaram no Invicta FC, em setembro de 2016. Jenifer defendia seu título pela primeira vez e manteve o cinturão após vitória por decisão dividida A vencedora desta segunda luta entre elas pode ser a próxima desafiante ao título da categoria.

O destaque negativo ficou por conta de Mirsad Bektic. O bósnio foi nocauteado por Josh Emmett ainda no 1º round e caiu três posições, sendo agora o #15. Bektic é cotado por muitos para chegar nas “cabeças”. Chegou a ter cartel 11-0 e quatro vitórias seguidas no UFC. No entanto, a fase atual não é boa, sendo duas derrotas nas últimas quatro lutas. Antes de Emmett, o lutador já havia sido nocauteado por Darren Elkins

Resultado de imagem para josh emmett x mirsad bektic

Josh Emmett comemora nocaute sobre Mirsad Bektic. O lutador subiu uma posição no ranking, enquanto Bektic caiu três (Foto: Reprodução/ Forbes)

Outros lutadores também subiram no ranking: Robert Whittaker, campeão dos médios, que subiu duas posições no peso-por-peso; Sergio Pettis (#6 peso-mosca), Brandon Moreno (#10 peso-mosca), Mark De La Rosa (#15 peso-mosca), Ryan Hall (#14 peso-pena), Antonina Shevchenko (#15 mosca-feminino) e Viviane Sucuri (#15 galo-feminino), todos antes não estavam ranqueados.

 

Texto, edição e revisão: Kaio Lima



IBlackbelt
Categorias
MMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

4 × 5 =

RELACIONADO POR