UFC Fight Night 33! Em verdadeira guerra Hunt e Pezão empatam, Shogun aplica nocaute histórico

Um dos últimos evento do ano do Ultimate não podia ser diferente, no UFC Austrália tivemos incríveis combates, e ficou coroado com uma batalha histórica na luta final. Vimos um renascimento de uma lenda...

Um dos últimos evento do ano do Ultimate não podia ser diferente, no UFC Austrália tivemos incríveis combates, e ficou coroado com uma batalha histórica na luta final. Vimos um renascimento de uma lenda chamada Shogun e uma batalha de heróis na luta principal, Hunt e Pezão fizeram uma das melhores lutas de pesos pesados da história. 

Na primeira luta da noite, Alex Garcia não tomou conhecimento de Ben Wall e o nocauteou com um potente gancho de direita com menos de 1 minuto de luta. Na luta seguinte, o primeiro brasileiro a entrar no octógono do UFC Bruno Santos, não conseguiu impor seu jogo, Jotko evitou bem ser quedado, quase nocauteou no segundo round e no final da luta conseguiu um boa reversão. Vitória de Jokto por decisão unanime sobre o brasileiro.



Na luta seguinte Richie Vaculik fez o que quis na luta contra Justin Scoggins, aplicou um knockdown logo no inicio. No solo dominou completamente não deixando o adversário respirar.  E ainda perto do fim do primeiro round, Scoggins nas costas de Vaculik aplicou uma boa sequencia de socos, Vaculik não conseguia se defender, o juiz interrompeu a luta e Scoggins foi declarado vencedor por nocaute técnico.

Caio Magalhães na luta contra Nick Ring, além do seu BJJ reconhecido, mostrou que melhorou muito na trocação e tem muito coração. Apesar de ser dominado no primeiro round, conseguiu virar, caiu por cima no segundo e assim permaneceu. No terceiro round, com Ring já muito cansado, acertou uma boa sequencia de socos, caiu por cima e ali permaneceu até o fim da luta faturando a primeira vitória brasileira da noite por decisão unânime.

Getty Images

(Foto: Getty Images)

Em uma das melhores luta da noite, Mizugaki bateu até cansar e Phan não caia, Mizugaki fez dois rounds praticamente perfeitos e Phan resistiu, foi uma aula de trocação, com os lutadores partindo com tudo pra cima. Até que no terceiro Phan conseguiu equilibrar melhor a luta e ainda terminou com leve vantagem. Mas no fim das contas deu Takeya Misugaki por decisão unânime.

Abrindo o card preliminar do evento, Julie Kedzie e Bethe Correira fizeram uma luta muito disputada, Julie começou melhor conectando os melhores golpes, Bethe pareceu sentir o peso da estréia e demorou um pouco para entrar na luta.

No segundo round Bethe veio melhor, já encontrava melhor a distancia e quase conseguiu uma queda em Kedzie. No ultimo e decisivo round, Bethe já estava se sentindo em casa, conectou os melhores golpes, aplicou uma boa queda e ainda terminou a luta partindo pra cima na trocação. Na decisão dos juízes Bethe conseguiu a vitória sobre Julie Kedzie por decisão dividida em sua estréia no UFC.

Getty

(Foto: Getty Images)

Na luta de companheiros de TUF 17, tivemos um round para cada lado, no primeiro Andrews foi melhor acertando os melhores socos em pé e no segundo Hester abriu vantagem, foi melhor na trocação e bem no ground and pound. O que ninguém esperava é que Andrews deslocasse o ombo após um soco durante o segundo round e os médicos não o deixariam voltar para continua na luta. Desta forma Hester foi declarado vencedor por nocaute técnico.

Na terceira luta do card principal, Soa Palelei seguiu a estratégia e já tratou de colocar Pat Barry no solo, lá, não demorou muito para Palelei montar e desferir um sequencia brutal de socos que fizeram Barry apagar, bela vitória do Australiano. Na luta seguinte, foi simplesmente uma surra, Bader bateu de todas as formas que podia, dominou em pé, botou pra baixo, socou, deu cotoveladas, fez o que quis. Vitória tranquilo de Bader que nem chegou a suar, por decisão unânime.

No co-main event na noite, podemos ter tido um momento histórico, para quem falava em um fim de uma lenda, agora treinando com a equipe de Demian Maia, Shogun mostrou que ainda tem muita lenha a queimar, e essa luta poderá ter sido uma volta de Shogun que à muito tempo não víamos. A luta de Shogun contra Te Huna começou estudada, Te Huna atacava, mas tomava uma certa distancia, Shogun controlava bem a luta, e em um pouco mais de um minuto sem muito contato, Shogun acertou uma pedrada de esquerda incrível em Te Huna que já caiu totalmente apagado. Impressionante vitória da lenda brasileira que volta a figurar entre os Tops da categoria.

Getty (2)

(Foto: Getty Images)

Na tão esperada luta da noite, para quem esperava um nocaute rápido de ambos os lados se enganou, mas não foi por falta de tentativas, Hunt e Pezão entraram para guerrear. No primeiro round Pezão foi melhor, controlou bem a distancia e não deixou Hunt se aproximar, o afastou com chutes e venceu o round. No segundo tivemos o round mais complicado para se julgar, Hunt já achava melhor a distancia e conectava bons golpes, mas Pezão respondia bem. Os lutadores partiam para a trocação e ninguém caia, até que no terceiro round Hunt conseguiu acerta um belo soco de direita que derrubou Pezão, Hunt foi pra cima, mas Pezão resistiu.

No quarto round Pezão que já estava recuperado veio melhor, os dois lutadores já estavam exaustos, Pezão encurralou Hunt na grade, caiu por cima e massacrou completamente Hunt, que por incrível que pareça também resistiu, indo pro quinto round. No ultimo round do incrível duelo, já não existia mais estratégia, ninguém mais se defendia e Hunt encurralava Pezão na grade, abriu um corte em Pezão e por pouco não conseguiu o nocaute, o juiz interrompeu a luta para os médicos olharem o corte. Voltando, Pezão já estava recuperado e conseguiu sobreviver até o final, após nova troca incrível de golpes.

Foi simplesmente um show, os lutadores partiram pra cima e mostraram todo o coração que tinham nessa luta. No fim das contas não poderia haver um vencedor, ou melhor ninguém podia perder, e os juízes laterais declararam empate em uma luta muito disputada que poderia ter ido para qualquer lado.

UFC Fight Night: Hunt v Bigfoot

(Foto: Getty Images)

PREMIAÇÕES DA NOITE

Luta da Noite:  Mark Hunt vs Antônio Silva

Nocaute da Noite: Mauricio “Shogun”

Finalização da Noite: Nenhuma finalização no evento

UFC FIGHT NIGHT HUNT VS PEZÃO – RESULTADOS

CARD PRINCIPAL

Mark Hunt e Antonio Pezão empataram por decisão majoritária.

Mauricio Shogun derrotou James Te Huna por nocaute aos 1:03 do primeiro round.

Ryan Bader derrotou Anthony Perosh por decisão unânime.

Soa Palelei derrotou Pat Barry por nocaute aos 2:09 do primeiro round.

Clin Hester derrotou Dylan Andrews por nocaute técnico aos 5:00 do segundo round.

Bethe Pitbull derrotou Julie Kedze por decisão dividida.

CARD PRELIMINAR

Takeya Mizugaki derrotou Nam Phan por decisão unânime.

Caio Magalhães derrotou Nick Ring por decisão unânime.

Justin Scoggins derrotou Richie Vaculik por nocaute aos 4:43 do primeiro round.

Krysztof Jotko derrotou Bruno Santos por decisão unânime.

Alex Garcia derrotou Bem Wall por nocaute aos 0:43 do primeiro round.

VIDEOS DAS PRINCIPAIS LUTAS:

Video da Luta: Mark Hunt x Antônio Pezão 
Video da Luta: Mauricio Shogun x James Te Huna
Video da Luta: Ryan Bader x Anthony Perosh
Video da Luta: Pat Barry x Soa Palelei
Video da luta: Dylan Andrews x Clint Hester
Video da Luta: Julie Kedzie x Bethe Pitbull

Siga o Grupo MundoMMA no Facebookhttps://on.fb.me/143Aqek

Siga o Nocaute na Rede no Instagram: https://bit.ly/19p66yi

Curta Nossa Página no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por: Victor Nunes



Categorias
LutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Um Comentário
  • Leonardo
    7 dezembro 2013 at 22:24
    Responder

    Fiquei feliz pelo Shogun! Ele estava precisando de uma grande vitória com um nocaute avassalador!

  • Responder

    *

    *

    dezessete + 8 =

    RELACIONADO POR