Ultimate Reborn Fight: Sexta edição tem casa cheia e lutas emocionantes  

O maior evento de MMA Cristão no mundo contou com a casa lotada em sua sexta edição e um verdadeiro show de lutas.  Ao todo, 1.200 pessoas vibraram em cada duelo realizado no octógono montado dentro da...
Zé Reborn venceu no 4Round o oponente Luis Buda / Fotos Sarah Brito e Pedro Flausino/Divulgação

maior evento de MMA Cristão no mundo contou com a casa lotada em sua sexta edição e um verdadeiro show de lutas.  Ao todo, 1.200 pessoas vibraram em cada duelo realizado no octógono montado dentro da Renascer Vila Matilde, zona Leste de São Paulo. A competição começou por volta das 21h com uma hora de atraso, na noite desta sexta-feira, 1 de setembro. 

Das dez lutas previstas, o duelo principal entre Edison Senegal vs Diógenes Overrem não ocorreu. Diógenes passou mal na madrugada que antecedeu o evento e, Senegal, teve o voo atrasado no Maranhão, impossibilitando o desembarque dele na capital de SP. Ambos atletas com destaque no cenário nacional e internacional na categoria peso leve (até 70kg).  



Octógono lotado

A atração do evento ficou por conta da luta co-principal de Zé Reborn vs Luis Felipe Buda. Zé venceu por nocaute no 4o Round e garantiu sua terceira vitória consecutiva no URF na categoria peso mosca (até 57kg). O alagoano de 29 anos, acumula em sua carreira a 22a vitória e se consagra um dos nomes mais conhecidos do MMA paulistano 

Para o coordenador do evento, pastor Jiraya, a cada edição o URF vem ganhando visibilidade e se tornando um dos mais importantes no segmento de artes marciais. “A possibilidade de unir igreja e luta torna a competição diferenciada. O resultado é esse: casa cheia, público animado. E eu empolgado para ver cada duelo“, falou enquanto corria para checar o ringue. 

Resumo dos duelos  

1a luta:  Ricardo Santos vs Douglas Papi 

Papi venceu Ricardo no 3o round por nocaute técnico na categoria peso pena.  

2a luta: Rhalber Cavalo vs Baiano Rodrigues 

O campeão desse duelo foi Rhalber também por nocaute técnico.  

3a luta: Rodrigo Gêmeo vs Deleon Santos 

A luta foi interrompida antes de começar o 2o Round por decisão do técnico de Gêmeo para garantir a integridade do atleta estreante no ringue. O que caracterizou vitória para o então experiente Deleon no peso leve (até 70kg). 

4a luta: Inaldo Gojeba vs Tiago Besourão 

Um duelo equilibrado até o fim do 3a Round.  Mas, por decisão dividida dos júris, o lutador Inaldo foi declarado campeão. O atleta do Corinthians estreia sua primeira vitória na categoria peso galo (até 61kg).  

5a luta:  Fernando Silva vs Raí Pangaré 

Na tentativa de acertar um chute no oponente, Raí foi pego por Fernando que o derrubou e levou a luta para o chão. Entre um golpe e outro, Raí conseguiu imobilizar Fernando nos 3m4s do primeiro round e venceu a partida por finalização na categoria peso pena. 

 6a luta: Edson Júnior vs Moacir Rocha 

Em uma intensa luta com sequências de golpes nos três rounds, os atletas se esforçaram ao máximo. Por decisão dividida do júri, Moacir foi quem levou a melhor dentro do ringue e garantiu sua vitória na categoria peso médio.  

7a luta:  Thiago Gaia vs Juninho Alves 

O combate começou ardente com Juninho realizando sequências de golpes.  O ápice do duelo aconteceu no chão, onde Gaia viu oportunidade e imobilizou o oponente com uma chave de tornozelo aos 2m52s do 1o Round vencendo a luta por finalização.  

8a luta:  Jairo Soares vs Augusto Sparta 

O atleta do Corinthians, Sparta, levantou o grito da galera após finalizar o experiente lutador Jairo por nocaute logo nos primeiros 56 segundos do primeiro round. Garantindo sua vitória na categoria peso pena.  



Categorias
LutasMMA NacionalNotícias
Sem Comentários

Responder

*

*

3 × 3 =

RELACIONADO POR