Vitor Belfort , o filho pródigo do velho Carlson. Esse espírito ainda VIVE!

Com essa foto acima, não precisa explicar tanto, pra quem está a minha torcida na trilogia Belfort x Henderson. Essa foto acima, meus amigos leitores, representa algo que venho...

belfortcarlson.jpg

Com essa foto acima, não precisa explicar tanto, pra quem está a minha torcida na trilogia Belfort x Henderson.



Essa foto acima, meus amigos leitores, representa algo que venho falando à muito tempo por aqui pra vocês. Essência de luta, essência de conquista, do tempo que o lutador se era BOM, é por que era BOM, treinava até sair a carne viva da pele e não tinha tantos recursos como se tem hoje. 

Muitos aqui se perguntam ”tá mas Luis o que tu quer dizer com isso?” Vou explicar.

Rola-se à muitos anos desde a ”derrocada” da Brazilian Top Team, quando ela acabou , quando o Ricardo Libório foi pros Estados Unidos e fundou a América Top Team,Ricardo Libório tinha um relacionamento especial com seu mestre, Carlson Gracie, sendo referido muitas vezes por ele como o seu melhor aluno. Mesmo assim, por volta do ano 2000, era evidente que o time Carlson Gracie não estava contente com o seu líder. O Grande Mestre Carlson passava meses a fio na sua academia de Chicago, negligenciando as aulas no Rio de Janeiro (que eram dadas pelos seus alunos mais graduados, o próprio Libório, Sérgio “Bolão” e outros). Por volta dessa época os alunos exigiram que Carlson assinasse um contrato que lhe permitiria receber 30% das bolas de seus lutadores, mas só na condição que ele regressasse ao Brasil um mês antes das competições para treinar os seus alunos. O contrato foi assinado mas não foi seguido pelo Grande Mestre, o que causou grande tumulto dentro do time.

Muitos dizem que o Carlson não foi um homem de palavra. Não creio que a história em si possa ter sido dessa forma, mas enfim. 

A relação de Vitor com Carlson, me lembra a história do filho pródigo da bíblia. É sério!

 Tem caras que dizem sobre a treta que deu entre o Carlson e o Vitor a uns anos atrás, e que depois o próprio Vitor voltou e pediu perdão. E o Carlson perdoou, sabe por que ? Amor de mestre, como um amor de pai para com um filho. 

Começou a treinar muito cedo, no Judô. Belfort é praticante do Jiu-jitsu brasileiro, e seu mestre foi Carlson Gracie de quem recebeu sua faixa preta. Foi o lutador mais jovem da história do Jiu-Jitsu Brasileiro a receber a faixa preta desta arte marcial brasileira.

O camp de Vitor Belfort está sendo feito, atualmente, na academia OTB, um centro de treinamento exclusivo do Vitor Belfort emBoca Raton, nos Estados Unidos. Lá, vem treinando junto ao Mestre Vinicio Antony, 5º Dan de karatê, 3º Dan de jiu-jitsu e mestre em kickboxing e muay thai, além de ex-treinador de Lyoto Machida e ex-sparring de André Pederneiras.

Belfort está atualmente na 2ª posição na categoria dos médios de acordo com o ranking do site MMAWeekly.

O mais jovem faixa preta da história do Jiu Jitsu brasileiro, e das mãos de quem ? Simplesmente de uma das maiores lendas vivas do cenário mundial do Jiu Jitsu.

Vitor Belfort, creio ser a representação mais fiel viva, daquele velho espírito de raça do Brasil no MMA. Vitor foi extremamente criticado por perder dois confrontos sem aparentar uma vírgula de Jiu Jitsu, a responsabilidade do nome de quem ele representa e foi formado é GIGANTE.

Vitor Belfort é alguém que ainda vale a pena torcer, o elo de ligação da velha escola com as coisas que a nova escola de lutadores tá tentando implementar. Vitor é um nome que vende evento ainda.

– Eles já se enfrentaram em momentos bem diferentes da carreira (em 2006, pelo Pride, vitória do americano e, em 2013, vitória do brasileiro). A última luta que vi do Vitor não deixou boas recordações, esperava muito mais e espero que ele se redima da sua última apresentação. Acho que deixou bastante a desejar. O Vitor vai lutar em casa, tem que dar um bom show, porque está devendo. Perder faz parte do esporte, mas do jeito que foi, me incomodou bastante. Mas ainda acho ele favorito contra o Dan Henderson – comentou Bebéo Duarte no “Sensei SporTV”.

Bebeo, eu também acredito no Vitor como favorito, pois o espírito de uma lenda ainda vive. Creio que talvez, EU LUIS, este que aqui vos fala, seja o único que acredita que essa essência de honra as raízes ainda existe. 

Belfort, o garoto propaganda da Bad Boy , Belfort, o garoto da vitória esmagadora contra Wanderlei Silva.

Belfort, o bad boy em essência, Belfort, o filho pródigo do velho mestre Carlson.

Belfort, a fera que mantém a chama da raça Brazilian Top Team ainda viva!

Belfort é Brasil, pessoal ! Já confiamos em tantos lutadores que não tem nada a ver com nosso espírito! Por que não confiar em Belfort, o verdadeiro espírito da velha escola guerreira. Um espírito imortal, que não se entrega e vai até o fim.

Creio que essa trilogia vem com a melhor forma de vitória imaginável, finalização no bom e velho jiu jitsu velha escola. 

Vitor, se tu puderes ler isso, mestre Carlson, do céu, sorri para você e te abençôa! Nada mais importa, toda e qualquer rusga, simplesmente lembre se de onde tu vieste Vitor! Honra tuas raízes! 

Belfort, um brasileiro que vale à pena torcer!

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Luis Augusto de Campos



Categorias
ADCC - Abu Dhabi Combat ChampionshipBoxe Nacional e InternacionalEspeciaisJiu JitsuKarateLutasMMA InternacionalUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

dois + dezoito =

RELACIONADO POR