Vítor “The Phenom” Belfort completa 38 anos hoje, conheça a história desta fera

Vitor Vieira Belfort nasceu em 01 de abril de 1977, no Rio de Janeiro. É lutador profissional de MMA e atua pelo UFC, maior organização de MMA mundial. É...

Vitor Vieira Belfort nasceu em 01 de abril de 1977, no Rio de Janeiro. É lutador profissional de MMA e atua pelo UFC, maior organização de MMA mundial. É casado e pai de três filhos.

(Foto: UFC)

(Foto: UFC)

O INÍCIO  



Vitor teve seu primeiro contato com artes marciais aos 09 anos, quando praticou judô. Sempre atleta, praticava todos os esportes, mas identificou-se com o Jiu-Jitsu, recebendo a Faixa Preta aos 19 anos de idade, sendo o lutador brasileiro mais jovem a receber essa honraria, das mãos do saudoso Carlson Gracie.

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

A CARREIRA

Vitor chegou aos Estados Unidos aos 19 anos para lutar contra Jon Hess, que havia cegado um oponente meses atrás, quando o MMA ainda era chamado de “Vale-Tudo”. Vitor nocauteou Hess em apenas 12 segundos. Logo em seguida, foi convidado para lutar no UFC 12, onde em sua estréia, venceu dois oponentes, tornando-se o lutador mais jovem a vencer um  torneio do UFC. Assim surgia a fama do Vitor “The Phenom” Belfort. Vitor ainda lutaria mais duas vezes no UFC, uma contra Joe Charles, onde venceu com um armlock e contra o futuro campeão do Pride Wanderley Silva, onde desferiu uma chuva de socos, terminando a luta em 48 segundos.

Vitor x Sakuraba. Foto: Divulgação Pride

Vitor x Sakuraba. Foto: Divulgação Pride

Vitor mudou-se para o Japão, convidado para lutar no extinto Evento Japonês chamado Pride. Sua primeira luta foi contra o japonês Kazushi Sakuraba. Vitor estreou com derrota, após quebrar a mão e ser dominado por Sakuraba, que venceu por decisão unânime. Após essa derrota, Vitor emplacou 5 vitórias seguidas, contra Gilbert Yvel, Heath Herring, Daijiro Matsui, Bobby Southworth e Yoshiki Takanashi. Com o nome em alta e bastante conhecido, Vitor foi convidado a retornar ao UFC, para uma luta contra Tito Ortiz. Tito sofreu uma lesão e Vitor encarou Chuck Liddel, perdendo por decisão dividida. Depois emplacou uma vitória contra Marvin Eastman, por TKO, no UFC 43.

O DRAMA

No dia 09 de janeiro de 2004, a irmã de Vitor, Priscila Belfort, desapareceu quando saiu do trabalho para almoçar. Foi a ultima vez que Priscila foi vista. A demora em retornar para sua casa levantou suspeitas de um possível sequestro, mas nunca houve um pedido de resgate. A família acredita que a jovem tenha sofrido um lapso de memória, visto que já havia sofrido lapsos de memória no passado. 

Foto: Arquivo Pessoal

Vitor e a irmã Priscila. Foto: Arquivo Pessoal

Aproveitando sua exposição, junto com a sua esposa Joana Prado, que haviam participado do Programa “A Casa dos Artistas”, do SBT, Vitor fez uma longa campanha em busca de informações que pudessem levar a encontrar sua irmã. Estampou camisas, fez apelos em programas e sites, inclusive oferecendo recompensa. Houve também uma participação no Programa Linha Direta, mas as informações não obtiveram sucesso.

RETORNO AO UFC

Menos de um mês do desaparecimento de sua irmã, Vitor conseguiu uma revanche contra Randy Coulture, responsável por sua primeira derrota, em 1997. Vitor venceu em 49 segundos, após uma atadura da luva perfurar o olho de Randy Coulture. Em meio ao Drama enfrentado pelo desaparecimento da irmã, tornou-se campeão do UFC em duas categorias diferentes, já que no passado tinha sido o campeão mais jovem do torneio dos pesos pesados e da história do UFC.

Vitor X Randy Coulture. Foto: UFC

Vitor X Randy Coulture. Foto: UFC

Após a perda do cinturão para Randy Coulture, Vitor enfrentou Tito Ortiz em 5 de fevereiro de 2005. Belfort quebrou o nariz de Tito com socos no primeiro round e quase nocauteou Ortiz, no segundo. No terceiro round da luta Vitor já exausto tentou manter Ortiz em pé, mas não conseguiu e a luta foi para o chão. No final do combate Belfort perdeu por decisão dividida, juíz 1 (29-28) para Ortiz, juíz 2(29-28) para Belfort, juíz (29-28) para Ortiz. Essa derrota para o Tito Ortiz é considerada uma das maiores “garfadas” da história do UFC.

Vitor x Tito. Foto: Divulgação UFC

Vitor x Tito. Foto: Divulgação UFC

O DECLÍNIO

Em 21 de outubro de 2006, Belfort perdeu uma decisão unânime de Dan Henderson. Após a luta, o teste de Belfort deu positivo para uma substância ilegal,  4-hidroxitestosterona. Em sua defesa, Belfort argumentou que comprou um suplemento que continha 4-hidroxitestosterona. Belfort também explicou que poderia ter recebido 4-hidroxitestosterona como o resultado das injeções de reabilitação que lhe era conferida pelo brasileiro Rodrigo M. Greco após sua cirurgia para reparar um rompimento do menisco, em 2006.

A Comissão Atlética de Nevada acabou recebendo um comunicado do Dr. Greco, em que ele afirmava que havia administrado no pós-cirúrgico injeções de testosterona. Embora admitindo que Belfort pode não ter conhecimento sobre a testosterona, o NSAC explicou que, mesmo Belfort não sabendo que as injeções continham esteroides anabolizantes, ainda seria uma violação da política de substâncias proibidas. Em 21 de dezembro de 2006, ele foi suspenso por nove meses a contar da data da audiência e multado em US$ 10.000.

A VOLTA POR CIMA

Vitor passou pelo Evento Inglês Cage Rage, onde sagrou-se campeão. Lutou ainda pelo Affliction, antes de retornar ao UFC para lutar contra Rich Franklin. Vitor venceu por KO e Dana White confirmou-o como novo desafiante ao título de Anderson Silva. Muitos falaram que essa seria a “Luta do Século”. Vitor foi derrotado com um chute.

Após essa derrota, Vitor emplacou uma sequencia de vitórias, vencendo Yoshihiro Akiyama, Anthony Jonhson, Michael Bisping, Luke Rockhold e Dan Henderson, pela categoria dos médios, se credenciando mais uma vez a disputar o cinturão contra o então Campeão Chris Weidman.

Foto: UFC

Foto: UFC

Neste tempo, ainda disputou contra Jon Jones o cinturão dos meio pesados, sendo finalizado no quarto round, após quase vencer no primeiro round com um armlock.

VIDA PESSOAL

Familia Belfort. Foto: ofuxico.com.br

Familia Belfort. Foto: ofuxico.com.br

Belfort é casado com Joana Prado, são evangélicos e juntos eles têm três filhos: Davi, que nasceu em 6 de fevereiro de 2005, Victoria, que nasceu em 31 de outubro de 2007, e Kyara, nascida no dia 7 de junho de 2009. 

Carioca, Vítor é torcedor do Clube de Regatas Flamengo, e jogou futebol amador na adolescência pelo Flamengo, onde fazia dupla de zaga com Juan, que se profissionalizou, defendeu a Seleção Brasileira nas Copas do Mundo FIFA em 2006 e 2010.

Belfort também participou do reality show Casa dos Artistas, no SBT, junto com sua atual esposa Joana Prado. Depois do fim do programa, Vitor apareceu ao lado de sua esposa quando foi fotografada para a Play Boy. Além de português, Belfort fala inglês, francês e espanhol.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Bruno Carvalho



Categorias
EspeciaisJiu JitsuLutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

1 × cinco =

RELACIONADO POR