Wanderlei Silva admite que não fez exame porque tomou substâncias ilegais

Ontem aconteceu a esperada reunião entre Wanderlei Silva e a Comissão Atlética de Nevada(NSAC). Wanderlei Silva foi se explicar para a comissão sobre porque não quis realizar o exame...

Ontem aconteceu a esperada reunião entre Wanderlei Silva e a Comissão Atlética de Nevada(NSAC). Wanderlei Silva foi se explicar para a comissão sobre porque não quis realizar o exame surpresa para ser liberado para lutar no UFC 175. Dana White disse na época que o Wanderlei foi cortado do evento, que o lutador fugiu, e Wanderlei falou que na verdade não fez os exames porque não poderia assinar os papéis porque não falava inglês. Mas ontem o brasileiro deu outra versão, o advogado do lutador disse que o atleta não fez os exames porque estava usando diuréticos para aliviar dores causadas por uma lesão no punho, sofrida durante sua briga com Chael Sonnen nas filmagens do TUF Brasil 3.

UFC 175 & The Ultimate Fighter Finale - On-Sale Press Conference

Wanderlei Silva em coletiva do UFC 175 (Foto: Josh Hedges / Zuffa LLC / UFC)

As substancias eram ilegais, e se Wanderlei Silva fizesse o exame, seria pego no antidoping, e o representante da Comissão que foi a academia confirmou que o lutador fugiu do exame na reunião. Porém o lutador não foi punido porque não estava licenciado pela comissão e nem havia pedido por uma licença de lutador no estado, dessa forma a Comissão pode apenas emitir uma recomendação para outras comissões seguirem. O caso deve ser discutido novamente em outra reunião.



Veja abaixo a declaração do brasileiro Wanderlei Silva Comissão Atlética de Nevada:

“Tinha uma saída no banheiro. Eu entrei dentro do banheiro e não pude encontrá-lo. Saí e perguntei para as pessoas se elas tinham o visto. Continuei procurando e não o encontrei. Às 13h47 (horário local), eu avisei o Bob Bennett (diretor executivo da comissão) o que tinha acontecido – disse Gurnsey, que ainda descreveu repetidas tentativas de contactar Wanderlei através do telefone e de sua esposa, sem sucesso.”

Depois do brasileiro falar, foi a vez de seu advogado defende-lo:

“Wanderlei Silva tem lutado há 20 anos, tem mais de 50 lutas e nunca falhou em um exame antidoping. Sempre cooperou com todas as regras e está aqui para dizer à comissão que, em fevereiro, no TUF Brasil, ele machucou o punho e tomou anti-inflamatórios. Ele estava agendado para lutar em maio. No meio de maio, ele teve um raio-X e foi comprovado que ele tinha fraturado o punho. Ele tomou diurético para minimizar a inflamação e diminuir a retenção de agua. Ele sabe que deveria ter feito o teste, ele estava surpreso que, pela primeira vez em sua carreira, fora de competição, alguém fosse aparecer lá. Isso não minimiza o que ele fez, ele está aqui para pedir desculpas e estava preocupado que os diuréticos fossem aparecer no teste. Eles foram tomados com o objetivo de reabilitar seu punho”, afirmou Goodman.”

A reunião acabou que não definiu nada, mas Wanderlei pelo menos confessou o fato, e deve continuar a carreira no UFC normalmente, só não poderá enfrentar mais Chael Sonnen, que se aposentou nos últimos dias.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

Sem títuloEscrito por Victor Nunes



Categorias
LutasUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

dois × cinco =

RELACIONADO POR