World MMA Awards: Rafael Cordeiro é eleito o melhor técnico; Holly Holm leva quatro prêmios

O ano de 2015 não poderia ter sido melhor para Rafael Cordeiro e sua equipe, a Kings MMA. E a “cereja do bolo” foi colocada ontem, no World MMA...
Rafael Cordeiro com o troféu de melhor treinador (Foto: Combate/Evelyn Rodrigues)

Rafael Cordeiro com o troféu de melhor técnico (Foto: Combate/Evelyn Rodrigues)

O ano de 2015 não poderia ter sido melhor para Rafael Cordeiro e sua equipe, a Kings MMA. E a “cereja do bolo” foi colocada ontem, no World MMA Awards, que é popularmente chamado de “Oscar do MMA”, já que premia os melhores do esporte.

Rafael conseguiu o feito muito pelo seu trabalho, que fez com que dois excelentes lutadores de jiu-jitsu se tornassem atletas completos e campeões. São os casos de Fabrício Werdum, campeão peso-pesado do UFC, e Rafael dos Anjos, campeão dos leves da mesma organização.  A concorrência de Cordeiro era qualificada: Firas Zahabi – treinador da Tristar -, John Kavanagh – treinador da SBG, de Conor McGregor -, Mike Winkeljohn – treinador da Jackson-Wink MMA e de Holly Holm  – e Javier Mendez, treinador da AKA. Mesmo assim, o brasileiro se sobressaiu e ficou com o título de melhor técnico do ano. Essa foi a segunda vez que Cordeiro vence essa disputa.



Holly Holm leva quatro títulos e é a mais premiada da noite

Holly Holm recebendo um dos quatro prêmios da noite (Foto: The Sun)

Holly Holm recebendo um dos quatro prêmios da noite (Foto: The Sun)

 

O ano de 2015 também foi perfeito para Holly Holm. Em três lutas no UFC, ela conseguiu se tornar a campeã peso-galo, ao desbancar Ronda Rousey, então invicta e tida como imbatível pelos fãs e por boa parte da mídia. Os troféus que Holly conquistou foram: Melhor lutadora do ano, melhor nocaute do ano (sobre Ronda Rousey, no UFC 193), zebra do ano (também na luta contra Rousey) e revelação do ano – embora já tenha 34 anos e lute MMA há algum tempo.

Conor McGregor é eleito o melhor lutador do ano e detona Fabrício Werdum em seu discurso

Conor McGregor (Foto: MMA Junkie)

Conor McGregor (Foto: MMA Junkie)

 

O irlandês Conor McGregor não esteve na festa para receber o prêmio de melhor lutador do ano, que ele venceu após conquistar o cinturão interino dos penas do UFC e, posteriormente, o linear ao nocautear José Aldo em apenas 13 segundos. Mas ele gravou um vídeo que foi apresentado no local. Confira o que McGregor disse:

Peço desculpas por não poder estar aí. Existe outro cara que precisa ser morto, outro campeão que precisa ser destronado (falando de Rafael dos Anjos, seu próximo adversário no UFC 196). Existem mais recordes para serem quebrados. Eu tenho que alimentar a todos vocês, seus mendigos. Eu preciso alimentar cada um de vocês aqui neste jogo, por isso eu estou trabalhando, já que vocês, seus mendigos, não trabalham.

Depois disso, ele mirou suas armas para o campeão peso-pesado do UFC, Fabrício Werdum, com quem tem trocado farpas na imprensa:

Você tem um campeão peso-pesado que é um covarde, que saiu de uma luta por causa de um dedão machucado. Como pode o campeão peso-pesado sair de uma luta por causa de um dedão machucado? Que tipo de campeão é esse?

Para encerrar, ele ainda pediu para que todos o agradecessem:

Eu peço desculpas por não estar aí, mas apenas estou trabalhando, trabalhando de verdade. É o meu trabalho que os alimenta. Obrigado e me agradeçam.

Confiram os vencedores nas categorias do World MMA Awards 2016:

Melhor lutador do ano:
Conor McGregor

Melhor lutadora do ano:
Holly Holm

Revelação do ano:
Holly Holm

Luta do ano:
Robbie Lawler x Rory MacDonald 2 (UFC 189)

Nocaute do ano:
Holly Holm (contra Ronda Rousey, UFC 193)

Finalização do ano:
Ronda Rousey (contra Cat Zingano, UFC 184)

Reviravolta do ano:
Eddie Alvarez (contra Gilbert Melendez, UFC 188)

Zebra do ano:
Holly Holm (contra Ronda Rousey, UFC 193)

Técnico do ano:
Rafael Cordeiro (Kings MMA)

Treinador do ano:
Mike Dolce (Nutricionista)

Academia do ano:
Jackson-Wink MMA

Árbitro do ano:
John McCarthy

Ring Girl do ano:
Arianny Celeste

Homem de Negócios do ano:
Dana White (UFC)

Analista de tv do ano:
Dominick Cruz

Melhor programa sobre MMA do ano:
UFC Embedded

Melhor mídia de MMA:
MMA Fighting

Melhor jornalista de MMA:
Ariel Helwani

Melhor material esportivo de MMA:
Bad Boy

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
EspeciaisLutasMMA InternacionalUFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

15 − quatro =

RELACIONADO POR