X-Fight 12 define finalistas de GPs com show de nocautes e finalizações

Evento teve sete lutas terminando ainda no primeiro round; Juízes laterais declaram Daniel Chicão vencedor do confronto principal contra Flavio Magon Este sábado, dia 14 de novembro, ficou marcado...

Evento teve sete lutas terminando ainda no primeiro round; Juízes laterais declaram Daniel Chicão vencedor do confronto principal contra Flavio Magon

Este sábado, dia 14 de novembro, ficou marcado na cidade de Gavião Peixoto. A 12° edição do X-Fight tomou conta do ginásio Osvaldão e premiou o público presente com quatro nocautes, três finalizações e uma reviravolta inacreditável de Devani Martins. O show começou com uma super fight e teve ainda oito duelos de fase semifinal dos GPs das categorias peso-galo (até 61,2kg), peso-leve (até 70,3kg), peso-meio-médio (até 77,1kg) e peso meio-pesado (até 93kg). Islan Galego triunfou na luta de abertura e Daniel Chicão venceu Flavio Magon na principal atração da noite. As finais dos GPs acontecem no próximo mês de fevereiro, no X-Fight 13.



Divulgação: Garra Comunicação

Foto: Divulgação Garra Comunicação

A luta entre Daniel Chicão e Flavio Magon foi a principal e a mais disputada do evento. Ambos com 30 anos de idade e acima dos 90 kg, protagonizaram uma verdadeira batalha pesada. O primeiro round teve ligeira vantagem de Chicão, que conseguiu quedar o adversário no melhor momento e acertou mais golpes contundentes. No segundo, Magon tomou a iniciativa, aplicou um knock down e acertou forte cruzado de direita, que rendeu um olho inchado ao rival. Com a visão parcialmente prejudicada e o nível de cansaço maior, Chicão tomou sustos no último e decisivo assalto, sendo golpeado perigosamente, mas conseguiu ficar mais tempo por cima do oponente, garantindo assim, por decisão dividida, a vaga para a final do GP.

Foto: Divulgação Garra Comunicação

Foto: Divulgação Garra Comunicação

André Muniz Sergipano será o outro finalista dos meio-pesados. O mineiro de Montes Claros deu uma aula de jiu-jitsu e precisou de apenas 45 segundos para finalizar Carlos Silva com uma guilhotina, que foi encaixada ainda com ambos de pé. A vitória foi a sétima seguida de André, que segue mantendo a boa fase e vai ter que derrotar o amigo e companheiro de Tatá Fight Team se quiser ser o campeão.

“Meu adversário vinha da escola do muay-thai e eu sabia que o melhor seria levar a luta para baixo. Percebi que ele levantou muito o pescoço e consegui encaixar a guilhotina ali mesmo. Depois só levei para o chão já encaixado. Espero agora que meu amigo Chicão vença a luta dele”, comentou Muniz, que fez a co-luta principal da noite e agora soma 13 vitórias (nove por finalização) e três derrotas no geral.

Desclassificação de Jonn Jones e reviravolta inacreditável de Devani Martins

O duelo entre Oton Jasse e Marcus Jonn Jones foi a segunda semifinal dos leves na noite. A primeira terminou com nocaute de Rodrigo Pereira, que substituiu Junior Hellboy (diagnosticado com pneumonia a dois dias do evento), sobre Matheus Terrier com pouco mais de três minutos de ação. Oton e Marcus fizeram uma luta muito técnica no chão, onde passaram a maioria do tempo. Após primeiros cinco minutos de muita disputa e alternância de superioridade, o combate foi interrompido pelo árbitro Lenilson Tenório aos 31 segundos do segundo round, quando Jonn Jones acertou três socos na nuca de Oton, que foi considerado o vencedor por desclassificação por golpe ilegal.

O embate que mais agitou o público e impressionou os fãs de MMA foi o sétimo da noite. Everton Rocha e Devani “Iceberg” Martins deram um verdadeiro show no único assalto em que lutaram. O Iceberg mostrou que é realmente muito duro e conseguiu uma reviravolta surpreendente a poucos segundos do fim. Após sofrer três knock downs e ficar cambaleante, Devani esteve muito próximo de ser nocauteado por Everton, que se descuidou, deixou a luta ir para o solo e não conseguiu evitar um lindo triângulo de mão. Devani Martins mal teve forças para se levantar após o triunfo e parecia não acreditar no jogo que conseguira reverter. Agora o Iceberg vai disputar a final dos meio-médios contra Philipi Carmo, que finalizou Adriano Rodrigues com um mata-leão na outra semifinal.

As semifinais da categoria peso-galo terminaram com nocautes rápidos de Gabriel Brasil e Kaio Tavares sobre Wilton Pernambuco e João Samurai, respectivamente. Gabriel abusou das cotoveladas enquanto estava no ground and pound e castigou o oponente sem permitir qualquer tipo de defesa. Kaio acertou um overhand de mão direita em Samurai, que caiu de guarda aberta, rendendo mais quatro golpes até o árbitro interromper a luta.

X-Fight 12 – Resultados oficiais

Islan Galego venceu Geovane Santos por nocaute técnico no primeiro round;

Gabriel Brasil venceu Wilton Pernambuco por nocaute técnico aos 3min e 44seg do primeiro round;

Kaio Tavares venceu João Samurai por nocaute técnico aos 35seg do primeiro round;

Rodrigo Pereira venceu Matheus Terrier por nocaute técnico aos 3min e 14seg do primeiro round;

Oton Jasse venceu Marcus Jonn Jones por desclassificação por golpe ilegal aos 31seg do segundo round;

Philipi Carmo venceu Adriano Rodrigues por finalização com um mata-leão aos 51seg do primeiro round;

Devani Martins venceu Everton Rocha por finalização com um triângulo de mão aos 4min e 47seg do primeiro round;

André Muniz venceu Carlos Silva por finalização com uma guilhotina aos 45seg do primeiro round;

Daniel Chicão venceu Flavio Rodrigo Magon por decisão dividida dos juízes laterais.

 

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
Lutas

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

1 × cinco =

RELACIONADO POR