XFC International 8 define GP feminino e consagra Fernando Veira

A noite deste sábado, dia 13 de dezembro, foi de definições para três torneios da segunda temporada do XFC. No Clube Concórdia, em Campinas, interior de São Paulo, um...

A noite deste sábado, dia 13 de dezembro, foi de definições para três torneios da segunda temporada do XFC. No Clube Concórdia, em Campinas, interior de São Paulo, um bom público acompanhou 12 combates do XFCi 8, e alguns deles deram sequência a três GPs. Pelo peso-mosca femino (até 56,7kg), Silvaneide Marretinha venceu e encara Poliana Botelho na grande final. Entre os homens, leves (até 70,3kg) e penas (até 65,7kg) tiveram início. Fernando Vieira garantiu o triunfo brasileiro na principal superluta do show, ao superar o norte-americano Tyson Nam por decisão unânime dos juízes laterais.

242350_464371_xfci_8

(Foto: Fusion Photography)

“Nós tivemos uma grande noite de lutas em Campinas. Atletas dando o máximo pela vitória, sem se entregar jamais, e dando aos fãs o que eles querem, que é um excelente espetáculo. Vieira foi muito bem, dominou o combate. Os torneios estão cada vez mais atrativos. As próximas edições do XFC serão ainda mais incríveis”, garantiu Myron Molotky, presidente do XFC, após a grande noite do XFCi 8.



Especialista em jiu-jitsu, Fernando Vieira encarou um periogoso kickboxer na principal luta do show. Porém, o confronto de estilos ficou apenas no papel. Comprovando a excelente fase que vive na carreira, o brasileiro não fugiu à trocação e conectou bons golpes em Tyson Nam, que balançou no segundo round. As combinações de Fernando terminavam em queda, mas em nenhuma delas o campeão mundial de jiu-jitsu conseguiu a finalização. A vitória veio após três rounds, por decisão unânime.

“Tive domínio do combate, tanto de pé como no chão, e isso me deixa muito feliz. Serviu para provar que estou sempre em evolução, me aperfeiçoando cada dia mais na parte em pé. Tenho altos planos para o meu futuro no XFC, que é um evento de excelente nível. Hoje, consegui uma grande vitória, mas quero muito mais na organização”, avisou Fernando.

Nas outras superlutas da noite, dois velhos conhecidos do XFC deixaram o hexágono com vitória. Na co-luta principal, a campeã do GP dos moscas da primeira temporada, Silvana “La Malvada” Juárez, não deu chances para Vanessa Melo, e confirmou sua quinta vitória em cinco duelos na carreira. Já Gláucio Eliziário, protagonizou um intenso duelo com o inglês Jay Furness e garantiu sua quinta vitória na carreira, a terceira pela organização.

La Malvada fez jus à fama de protagonizar verdadeiras batalhas no hexágono e dominou o combate contra a brasileira Vanessa Melo. Usando duras combinações, a argentina mostrou o talento que a credencia como uma das estrelas da franquia. Aguerrida, Miss Simpatia, como é conhecida Vanessa, suportou as investidas da adversária até o fim, mas os dois knockdowns sofridos durante a luta foram decisivos para a vitória de Silvana na decisão unânime dos juízes.

Gláucio Eliziário protagonizou uma luta com momentos distintos contra o inglês Jay Furness. Após o primeiro round com trocação franca de ambos os lados, o Salvamar apostou em seu jiu-jitsu apurado para tentar finalizar o duelo nos rounds seguintes. O golpe derradeiro não veio, e o carioca só teve o braço erguido após os três rounds de disputa, por unanimidade.

Marretinha garante vaga na decisão do GP peso-mosca feminino

A segunda temporada do XFC já tem seu primeiro GP com final definida. Silvaneide Marretinha carimbou o passaporte para a decisão do torneio peso-mosca feminino ao vencer a gaúcha Débora Ferreira na luta que abriu o card principal do XFCi 8. A atleta potiguar terá pela frente na disputa pela medalha de ouro a mineira Poliana Botelho, classificada na última sexta-feira, dia 12, após seu combate ser cancelado por falha da oponente, Taila Santos, na pesagem oficial.

Para garantir sua vaga, Marretinha optou pela estratégia de não dar espaço para a boa trocação de sua oponente, apostando em quedas. Ditando o ritmo do combate no solo, a atleta da Kimura Nova União venceu todos os rounds e aguardou pela confirmação do triunfo na contagem dos juízes laterais, de maneira unânime.

Com direito a ‘batalha’, categoria peso-pena conhece seus semifinalistas

Nos embates que fecharam o card preliminar do XFCi 8, quatro lutadores se garantiram na corrida pelo título do GP dos penas. O venezuelano Ranfi Rivas é o único estrangeito que segue na disputa. Guilherme Faria, Pedro Falcão e Missael Silva representam o Brasil na sequência do torneio.

Com apoio maciço da torcida presente no ginásio, Guilherme Faria deu show e aplicou um belo nocaute sobre o mexicano Carlos Torres, ainda no primeiro round. Agora, o paulista encara Ranfi Rivas, que despachou o equatoriano Giovanni Arroyo por decisão unânime dos juízes laterais.

Na melhor luta dos torneios, Missael Silva e o georgiano Paata Robakidze protagonizaram um grande combate. Em alta intensidade do início ao fim, eles trocaram golpes francos e levantaram os fãs. No fim, na contagem dos juízes laterais, o brasileiro levou a melhor e venceu por unanimidade.

Pedro Falcão será o adversário de Missael nas semifinais. Para isso, o rondoniense finalizou de maneira avassaladora o norte-americano Michael Stevens. Apenas 66 segundos de luta foram precisos para Pedro ajustar o arm-lock e comemorar o triunfo.

Com finalização e nocaute, semifinais do leves são definidas

Com quatro lutas empolgantes, o público conheceu os semifinalistas do GP dos leves da segunda temporada do XFC. Os brasileiros William Cilli, Rubenilton Pereira e Fernando dos Santos venceram e terão a companhia do egípcio Mohamed Hassan nas disputas por duas vagas na grande final do torneio.

Contando com bom número de torcedores no ginásio, William Cilli finalizou o também brasileiro Luiz Henrique Barbosa com um belo arm-lock no terceiro round do combate. Agora, o atleta da Chute Boxe Diego Lima terá pela frente Mohamed Hassan. O egipcio, na primeira luta da noite, nocauteou Alex Franco no terceiro round.

O carioca Fernando dos Santos garantiu sua vaga após dominar os três rounds do embate contra Michel Silva e vencer por decisão unânime dos juízes laterais. Da mesma forma, Rubenilton Pereira superou Wilson dos Santos para ter o direito de enfrentar o atleta da Nova União por uma vaga na grande final do GP.

XFC International 8 – Resultados Oficiais

Card Principal
Fernando Vieira venceu Tyson Nam na decisão unânime dos juízes laterais
Silvana “La Malvada” Juarez venceu Vanessa Melo por decisão unânime dos juízes laterais
Gláucio Eliziário venceu Jay Furness por decisão unânime dos juízes laterais
Silvaneide Marretinha venceu Débora Ferreira por decisão unânime dos juízes laterais

Card Preliminar
Guilherme Faria venceu Carlos Torres por nocaute técnico aos 3 min e 35 seg do primeiro round
Willian Cilli finalizou Luiz Henrique Barbosa com um armlock aos 4 min e 45 seg do terceiro round
Pedro Falcão finalizou Michael Stevens com um arm-lock a 1 min e 6 seg do primeiro round
Ranfi Rivas venceu Giovanni Arroyo por decisão unânime dos juízes laterais
Missael Silva venceu Paata Robakidze por decisão unânime dos juízes laterais
Fernando dos Santos venceu Míchel Silva por decisão unânime dos juízes laterais
Rubenilton Pereira venceu Wilson dos Santos por decisão unânime dos juízes laterais
Mohamed Hassan Badawy venceu Alex Franco por nocaute técnico aos 3 min e 23 seg do terceiro round

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



Categorias
LutasMMA NacionalXFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

três × dois =

RELACIONADO POR