ACBJJ 12: Confira os resultados e análise sobre as lutas | Nocaute na Rede

ACBJJ 12: Confira os resultados e análise sobre as lutas

ACBJJ 12 aconteceu dia 14 de Abril em Almaty,Cazaquistão
Felipe "Preguiça" (Foto: Divulgação)

Gabriel Lucas (Checkmat) vs Vinny Magalhaes (Vinny Magalhaes BJJ) (95+kg)

Primeiro round: Duas punições para ambos por falta de combatividade, e Vinny Magalhaes buscou atacar por modo da guarda fechada. Round bem estudado e preso, Vinny buscou lutar mais no modo “pra cima”, enquanto seu respectivo adversário, buscou a defensiva.

Segundo Round: O mesmo jogo do primeiro round se repetiu, mas desta vez na guarda fechada, Vinny buscou atacar um leglock mas não obteve sucesso.

Terceiro Round: Gabriel Lucas no inicio do round, surpreendeu o seu adversário com um ataque rápido, onde, quase ganhou as costas e obteve 2 pontos por raspagem. Gabriel com a vantagem na luta, apenas administrou o resultado e sagrou-se campeão (95+kg).

Rodnei Barbosa (Qatar BJJ) vs Mayko Araujo (Checkmat) (60kg)

Primeiro Round: Luta bem estudada no inicio, e Rodnei Barbosa conseguiu fechar a guarda em Mayko Araujona qual, subiu com ela naquele estado. Com uma técnica à modo Leandro Lo, Rodnei “trancou” as pernas do seu adversário na guarda, e conseguiu a raspagem (2 pontos), onde caiu na meia-guarda. A luta não obteve mais transições.

Segundo Round: Punição para ambos logo no inicio por falta de combatividade. Com o desenrolar da luta Mayko Araujo, acabou cedendo uma raspagem (2 pontos) infantil (estava de joelhos e apenas foi empurrado para trás),  assim que tentou puxar para guarda; para não deixar seu adversário obter a passagem, fechou uma meia-guarda e a luta terminou assim.

Terceiro Round: Rodnei Barbosa iniciou a luta chamando para guarda, com a desatenção do seu adversário “berimbolou” e acabou com um emaranhado de pernas presas; Rodnei aproveitou a ocasião e subiu, obteve 2 pontos de raspagem. Barbosa foi considerado vencedor por 3 round’s a 0.

Victor Honorio (Qatar BJJ)  vs Mukhammad Kerimov (Dagestan Combat Club) (95+kg)

Primeiro Round: Luta iniciou estudada e quando surgiu a oportunidade, Victor Honorio aplicou uma excelente queda (Kata Guruma) no seu adversário russo, ganhando 2 pontos. A luta não obteve mais grandes destaques.

Segundo Round: Tentando projetar a mesma técnica no inicio do embate, Honorio acabou cedendo as costas para o seu adversário, que obteve 4 pontos do domínio.

Kerimov por meio de inúmeras “grosserias”, tentou obter o mata-leão a todo custo no brasileiro, mas a luta foi interrompida para curar ferimentos na boca de Honorio. Passando por inúmeros apertos, zípers e Face mask’s, Victor Honorio demonstrou o quanto é guerreiro e não cedeu a submissão, assim encerrando a luta.

Terceiro Round: Com uma luta bem presa, ambos lutadores receberam duas punições. Honorio com uma punição a mais, devido a uma pegada por dentro no round anterior, se viu obrigado a atacar o seu adversário. No modo “guerra”, Victor atacou certeiro e quedou o seu adversário com uma baiana, caindo na guarda fechada do russo e obtendo 2 pontos, Administrando sua vitória. Honorio sagrou-se campeão por decisão dos juízes.

Daud Adaev (Checkmat) vs Rodrigo Caporal (Atos)  (75kg)

Primeiro Round: Por meio de inúmeras tentativas de queda, Adaev acabou cedendo as costas na qual defendeu, mas, Rodrigo Caporal aproveitou a situação e ficou no Norte-Sul. A luta obteve algumas outras transições, mas nada que demonstra-se perigo para algum dos lados.

Segundo Round: Com um erro que acontece em muitos campeonatos, o russo Daud Adaev tentou chamar o brasileiro para guarda fechada que inteligentemente, forçou o quadril de seu adversário primeiro para baixo, e obteve 2 pontos de raspagem. Com algumas transições e retorno da luta em pé, ambos receberam punição por falta de combatividade.

Terceiro Round: Com inicio de round bem “morno”, Caporal recebeu uma punição por falta de combatividade. Sem muitas posições de relevância, o brasileiro acabou perdendo. A decisão foi concedida pelos juízes que deram vitória para Rodrigo caporal.

Nicollas Welker (Cobrinha Jiu-Jitsu) vs Kim Terra (CTA) (65kg)

Primeiro Round: Bem agressivo e confiante no inicio, Kim Terra (irmão do Caio Terra, fundador da CTA) enfrentou uma guarda bem sólida de Nicollas Welker. Sem pontos e transições no round, a luta já demonstrava que iria acontecer a submissão.

Segundo Round: Repetitivo round de Kim sempre em frente, já demonstrava qual era o seu objetivo nessa luta.  Adentrando em meio a guarda de Nicollas Welker, Kim conseguiu conquistar as costas após um descuido de seu adversário após um berimbolo. Com um zíper e um Katagatame, Kim Terra quase conseguiu a vitória, não conseguiu o feito, devido ao tempo que tinha esgotado.

Terceiro Round: Caindo logo no inicio na 50/50, Kim Terra quase obteve a submissão com uma kimura de pé em Welker. Aproveitando o momento Kim fez a transição para a montada/costas e obteve 9 pontos. Nas costas Kim Terra, abriu a “gaveta de ferramentas” e finalizou Nicollas Welker com estrangulamento na gola/zíper.

Isaque Bahiense (Alliance) vs Claudio Calasans (Atos) (85kg)

Primeiro Round: Com uma luta bem estudada, Isaque começou chamando para a guarda de la Riva mas não obteve grandes perspectivas. Em um segundo momento, Isaque Bahiense quase conseguiu as costas de Calasans, mas novamente foi frustrado.

Segundo Round: Punição para ambos por falta de combatividade logo no início. Chamando Claudio para guarda, Isaque fez a transição 50/50 (posição que ele usa bastante nos campeonatos) e subiu (2 pontos). Calasans com toda técnica que tem, quase conseguiu obter um leglock mas a luta encerrou.

Terceiro round: Iniciando a luta animada em pé com trocações de queda, Bahiense chamou Calasans para guarda e com a mesma estratégia subiu obtendo 2 pontos. Isaque Bahiense sagrou-se campeão por 2 round’s a 0.

Erberth Santos (Esquadrão de Jiu-Jitsu) vs Moku Kahawai (Beyond Jiu-Jitsu) (95+kg)

Primeiro Round: Com uma luta em pé bem amarrada, Erberth Santos iniciou a raspagem obtendo 2 pontos. Tentando atacar da meia-guarda, Erberth acabou sendo raspado (2 pontos) por Moku e ficou tudo empatado.

Segundo Round: Luta bem estudada no inicio, apenas aos 3 minutos de luta Erberth Santos conseguiu quedar o seu adversário (2 pontos). Com um bom tempo de luta presa na meia-guarda, Moku acabou errando e deu as costas (4 pontos) para Erberth.

Terceiro Round: No inicio Erberth Santos quedou (2 pontos) seu adversário; passando a meia-guarda caiu na montada obtendo no total 9 pontos no round. Com uma transição para as costas, Erberth finalizou Moku Kahawai com um estrangulamento arco e flecha.

Rudson Mateus (CTA) vs Ayub Magomadov (Alliance)(85kg)

Primeiro Round: Com um incrível arm lock voador no inicio da luta, Rudson Mateus quase obteve a submissão de seu adversário; caindo raspando, montando e ganhando as costas obteve 6 pontos no total. Com o domínio total das costas, Rudson atacou um estrangulamento zíper e restou apenas para Ayub os “3 tapinhas”.

Josh Hinger (Atos) vs Arnaldo Maidana (Checkmat) (85kg)

Primeiro Round: Com um inicio interessante, Josh Hinger obteve o single leg de Arnaldo mas não derrubou. A luta acabou parando em Josh na guarda tartaruga e Arnaldo raspando (2 pontos). 

Segundo Round: Inicio estudado entre ambos, punição ocorreu para ambos por falta de combatividade. Chamando para a guarda fechada, Maidana atacou um triângulo mas não obteve sucesso; fazendo a transição para a omoplata e depois para a 50/50. Maidana na 50/50 subiu e ganhou 2 pontos, logo em seguida Josh reverteu (2 pontos) e isso se repetiu novamente, 4 pontos para cada; em seguida a luta se encerrou.

Terceiro Round: Punição para ambos por falta de combatividade. Com a luta presa na 50/50 Maidana conseguiu subir e ganhou 2 pontos, a luta não obteve mais transições.

Thiago Sa (checkmat) vs Patrick Gaudio (GF Team) (85kg)

Primeiro Round: Com luta estudada entre ambos, Gaudio começou chamando para a guarda onde raspou (2 pontos) Thiago fazendo uma pegada na perna.

Segundo Round: Com uma repetição do round inicial, ambos receberam punição. Patrick atacou um single leg e obteve 2 pontos de raspagem em cima de Thiago Sa; como no primeiro round, a posição ficou estagnada onde parou.

Terceiro Round: Tentando atacar um double leg Thiago Sa não obteve sucesso, e acabou ficando pela guarda tartaruga. Patrick Gaudio apenas administrou o round e obteve a vitória.

 Lucas Barbosa (Atos) vs Jackson Sousa (Checkmat) (95kg)

Primeiro Round: Como qualquer faixa preta experiente, ambos se analisando até que quando Lucas Barbosa quedou (2 pontos) Jackson Sousa com uma pegada na gola e outra na perna. Punição para os dois atletas por falta de competição, e por ai se encerrou o round.

Segundo Round: Punição para os dois atletas por falta de competição; a luta ficou amarrada toda na parte em pé.

Terceiro Round: Punição para os dois atletas por falta de combatividade; Jackson chamou para guarda e em seguida raspou obtendo 2 pontos. 

Lucas Barbosa ganhou a luta por decisão dos juízes.

Luan Carvalho (Nova União) vs Edwin Najmi (Gracie Barra) (75kg)

Primeiro Round: Luta estudada e de inicio, punição para ambos por falta de combatividade. Edwin ganha 2 pontos por queda, enquanto Luan Carvalho quase obtêm a chave omoplata bem sucedida; o brasileiro fazendo a transição para o leglock conseguiu subir e empatou a luta.

Segundo Round: Punição para ambos por falta de combatividade. A luta ficou presa na 50/50 e não teve eventos excepcionais.

Terceiro Round: Luan Carvalho iniciou fazendo guarda, e em um momento de explosão, Edwin quase ganhou as costas do brasileiro.

Luan Carvalho ganhou a luta por decisão dos juízes.

Mahamed Aly (Lloyd Irvin team) vs Keenan Cornelius (Atos) (95kg)

Primeiro Round: Luta estudada de inicio, Keenan iniciou fazendo guarda com a lapela envolvida. O norte-americano quase conseguiu a raspagem mas o brasileiro soube defender.

Segundo round: Aly de forma mais ofensiva tentava de inúmeras maneiras quedar; mudando a estratégia para a guarda, ambos ficaram na meia e o round ficou nisso.

Terceiro Round: Aly de forma mais ofensiva tentava de inúmeras maneiras quedar; até que quando, Keenan Cornelius fez guarda e quase obteve o triângulo. Com a posição na 50/50, ambos trocaram ponto por ponto (2 pontos para cada) de resto, não teve mais transições.

Keenan Cornelius ganhou a luta por decisão dos juízes.

 

Samir Chantre (Ares BJJ) vs Joao Miyao (Unity) (60kg – Title)

Como dito na matéria sobre os palpites da edição 12, João não teria muitas dificuldades sobre Samir Chantre. Com um jogo sólido, de raspagem “ida e volta”, João foi garantindo round a round. Chantre se viu obrigado a atacar cada vez mais, mas, era sempre impedido pelo “berimbolo” e guardas laços de Miyao.

João Miyao continua campeão 60kg do ACBJJ.

Osvaldo Moizinho (Ares BJJ) vs Paulo Miyao (Unity) (70kg – Title)

 

Como dito na matéria sobre os palpites da edição 12, essa seria uma luta de inúmeros pontos. Raspagem “toma lá da cá”, Paulo obteve vitórias round por round. Como ambos já se conheciam de inúmeras disputas, um estudava o outro com cautela; com esse embate, Palou mostrou o quanto está com uma guarda altamente viva.

Paulo Miyao continua campeão 70kg do ACBJJ.

 

 

Adam Wardzinski (Checkmat) vs Felipe Pena (Gracie Barra)(95kg – Title)

Categorias
Jiu JitsuLutas

Faixa azul de jiu-jitsu, fã das artes marciais e sempre buscando evoluir de inúmeras maneiras.
Sem Comentários

Responder

*

*

dezesseis + vinte =

RELACIONADO POR