IBlackbelt

Além do UFC: Veja 10 brasileiros que se destacam no Peso Pesado

Confiram os dez melhores brasileiros da atualidade ranqueados na categoria Peso Pesado (de 92.9 kg até 120.2 kg) e que não fazem parte do plantel de lutadores do UFC....

Confiram os dez melhores brasileiros da atualidade ranqueados na categoria Peso Pesado (de 92.9 kg até 120.2 kg) e que não fazem parte do plantel de lutadores do UFC.

É notável o tamanho da proeminência do UFC no mundo inteiro. No entanto, as Artes Marciais Mistas não giram só em torno dele, muito pelo contrário, existem centenas de eventos espalhados pelo mundo, como: Bellator, WSOF, One FC, XFC, entre outros que são considerados grandes eventos e que fazem excelentes promoções por onde passam.

Alem do UFC - Peso Pesado

Todavia, sabemos que muitos dos amantes do MMA não são aqueles “fãs hardcore” e não conhecem outros eventos e outros lutadores em destaque fora do UFC.

Tendo em vista os aspectos observados, trago a vocês o top 10 de lutadores brasileiros que estão em destaque pelo mundo na categoria Peso Pesado:

1) Augusto Sakai

O paranaense de 24 anos fez sua estreia no MMA profissional em outubro de 2011, pelo evento AFT – Adventure Fighters Tournament, em Curitiba. No debute, vitória em cima de Cesar Alberto por nocaute (socos) com apenas 1 minuto e 54 segundos.

Dois anos se passaram e o representante da Gile Ribeiro Team/Noguchi empilhou mais 3 vitórias. Não por acaso, em 2013 foi contratado pelo Bellator com um cartel de 4 triunfos, sendo 4 nocautes no primeiro round, e nenhum revés. Na organização americana anotou 4 vitórias em 4 lutas, 3 foram por nocaute.

Augusto Sakai

(Foto: Divulgação/Bellator)

Sua última aparição no cage foi a poucos dias atrás, na edição de número 155 do Bellator, onde teve um *empate majoritário com o americano Dan Charles.

*Empate Majoritário: quando dois juízes indicam empate e o terceiro aponta um vencedor.

2) Thiago Silva

O “Rei da Marra” começou sua carreira profissional de forma avassaladora. Na estreia, em setembro de 2005, venceu Rubens Xavier por nocaute técnico no evento Predador FC 1, em São Paulo. Após isso, somou 12 vitórias consecutivas.

A primeira derrota do paulista de São Carlos foi somente em 2009 para Lyoto Machida no UFC 94, por nocaute no primeiro round.

Thiago Silva

(Foto: Divulgação/UFC)

Com altos e baixos na carreira, como casos de doping, suspensão, prisão e demissão do UFC, o faixa preta de Jiu Jitsu e Kruang Preta em Muay Thai, hoje com 33 anos, contabiliza um cartel de 17 vitórias e 5 derrotas.

Após a demissão do UFC, em 19 de setembro de 2014, o atleta entrou no octógono mais três vezes, em três diferentes eventos (WSOF, Gladiator MMA e WFCA) onde obteve duas derrotas e uma vitória.

Geronimo Mondragon

(Foto: Divulgação)

3) Geronimo dos Santos “Mondragon”

Cinquentão! Geronimo dos Santos, mais conhecido como “Mondragon” é uma referência no MMA no Brasil. Seu cartel é composto por 53 lutas profissionais em 10 anos de estrada.

Mondragon foi contratado pelo UFC para uma luta contra o compatriota Gabriel Gonzaga em outubro de 2012, porém, o pior aconteceu. Um exame de sangue mostrou que Mondragon tinha Hepatite B e a organização retirou o atleta do card.

Dois anos se passaram e o belenense do Pará não havia sido liberado pela Comissão Atlética de Nevada (NSAC) para voltar a competir. Após mais um período, a recuperação estava feita, mas a comissão ponderava que sua imunidade estava baixa. Resultado, o atleta pediu para ser liberado do UFC.

Hoje, com 35 anos e ainda na ativa, o atleta da Hard Fight computa no cartel profissional 37 vitórias, sendo 25 nocautes, e 16 reveses.

Há um mês, mais precisamente dia 09 de Abril, Mondragon fez a sua luta de número 53, na Rússia. O lutador brasileiro venceu o holandês, Dion Staring, no evento WFCA 17 – Grand Prix Akhmat por decisão majoritária.

4) Caio Alencar

Com passagens vitoriosas pelo Shooto Brasil e Jungle Fight, o natalense e veterano de 37 anos, Caio Alencar, ocupa a quarta colocação. Representante da Kimura Nova União, “Caião” contabiliza em seu cartel 9 triunfos e apenas um revés, para Willian Baldutti no Jungle Fight 60.

Caio Alencar

(Foto: Alexandre Modesto / Divulgação)

Seu último combate foi no início de maio deste ano pelo “1st Round Combat 2“, onde venceu Felipe Diego Dantas por finalização.

5) Vinicius Queiroz “Spartan”

Curitiba, Paraná. Foi lá que nasceu o guerreiro “Spartan”. Vinicius teve seu debute em novembro de 2003, no Storm Samurai 1, quando venceu Lamar Silva por nocaute no segundo round. De lá pra cá somou 7 vitórias e 4 derrotas.

Vinicius Queiroz Spartan

(Foto: Dave Mandel / Sherdog.com)

Com 32 anos, o atleta da Team Nogueira tenta se consolidar no Bellator. Em seu último confronto, contra Cheick Kongo, pelo Bellator 50 que aconteceu em fevereiro deste ano, o atleta amargou uma derrota na decisão divida dos juízes. Decisão que foi contestada após o brasileiro conseguir um knockdown no último round, o qual dominou amplamente, além de fazer uma luta equilibrada nos dois rounds iniciais.

6) Fernando Rodrigues Jr “Santo Forte”

Na sexta colocação, Fernando “Santo Forte”. O atleta de 28 anos da Team Nogueira SP vem se consolidando no MMA a cada ano que passa. Com sua carreira iniciada em 2012, o guerreiro das artes marciais mistas soma 9 vitórias e 2 derrotas no cartel profissional, onde já teve passagens pelos eventos brasileiros: Elite FC, Max Sport, Summer Fight, Circuito Talent de MMA e Circuito Team Nogueira São Paulo.

Fernando Santo Forte

Foto: Divulgação

Sua última luta foi em dezembro do ano passado, na final do evento Japonês, IGF – Inoki Bom-Ba-Ye 2015, contra o inglês de 36 anos, Oli Thompson. Na ocasião, o brasileiro perdeu por nocaute técnico no primeiro round.

7) Junior Albini

Junior Albini, mais conhecido como “Baby”, é natural de Paranaguá/PR e compete pela renomada Astra Fight Team. Iniciou sua carreira em 2009 diante de Bruno Alboitt no Paranagua Fight 5 com uma vitória por nocaute técnico no primeiro round.

Junior Albini

(Foto: Divulgação/Sherdog.com)

Hoje com 25 anos, o jovem atleta soma em seu cartel 10 vitórias (6 finalizações, 3 nocautes e 1 decisão) e 2 derrotas, onde vem de uma sequência de seis triunfos seguidos. Sua última luta foi em novembro de 2014 pelo Aspera FC 14, diante de Paulo Ferreira, o qual foi finalizado por Junior Albini com uma Chave de Calcanhar no início do primeiro round.

8º) Bruno Henrique Cappelozza

Atual campeão do Jungle Fight, o paulista de Jau e representante da equipe Corinthians MMA, Bruno Cappelozza, foi eleito pelo prêmio “Melhores do MMA Nacional” do Nocaute na Rede, como o melhor peso pesado no ano passado.

Bruno Cappelozza

(Foto: Carolina Chamaricone)

Com 27 anos, o atleta soma em seu cartel profissional 8 triunfos e 4 reveses. Em suas últimas quatro lutas, venceu três por nocaute técnico e perdeu uma por nocaute, em combate válido pelo Rizin FF.

9º) Luiz Henrique “Frankenstein”

O pernambucano de Limoeiro debutou no mma profissional em dezembro de 2013 com vitória em cima de Jonathan Vale, por nocaute técnico no evento Gringo Super Fight 8.

Com 26 anos, hoje, o representante da Hard Fight / Elite Combat está em uma crescente devastadora. Após a estreia, o atleta emplacou mais nove vitórias, todas por nocaute ou nocaute técnico.

Henrique Frankenstein

(Foto: Reprodução/Facebook)

Seu destino não seria diferente, foi contratado pelo UFC e tem estreia marcada para o dia 04 de junho contra Jonathan Wilson no UFC 199: Rockhold vs Weidman 2.

10º) Ricardo Prasel

O último da lista, e tão importante quanto os outros atletas, está o paranaense de 25 anos, Ricardo Prasel “Alemão”.

Com um cartel invicto de 6 vitórias, sendo 5 finalizações e um nocaute, o guerreiro de Guarapuava/PR vem se destacando no MMA Profissional. Sua estreia foi em 2012 porém sua segunda luta foi somente no ano passado, ano em que se destacou nas artes marciais mistas com três combates, três vitórias e três finalizações.

Ricardo Prasel

(Foto: Divulgação/Sherdog.com)

Neste ano, o atleta já fez dois combates com um triunfo por finalização e outro por nocaute técnico. Ricardo teve seus seis combates na carreira decididos no primeiro round e se manter o ritmo com certeza estará em um evento de grande porte nos próximos meses.

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: http://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: 
http://on.fb.me/18HEkvH

Escrito por Renan Assunção

Categorias
BellatorEspeciaisLutasMMA InternacionalMMA NacionalRizin FFUFCXFC

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
5 Comentários nesta publicação.
  • Guilherme Aragão
    31 maio 2016 at 14:30
    Responder

    Achei que encontraria alguns nomes desconhecidos…

    Gostaria que alguns desses se enfrentassem. Pelo que vi do Prasel, ele ainda não lutou com ninguem razoável.

    Santo Forte é limitado.

    Mondragon, Caio e Thiago não devem lutar em nenhum evento grande: idades e históricos jogam contra.

    Luis Frankstein, Cappelozza baixaram para meio-pesado, e Albini subiu para os pesados apenas porque uma lesão limitou seu corte de peso.

    Queiroz e Sakai já estão em eventos grandes, porém, enquanto um perder as grandes oportunidades, o outro (Sakai) pode vir a dar trabalho.

  • Glaico França
    31 maio 2016 at 16:24
    Responder

    Junior Albini logo estará no UFC, um grande abraço #AstraFight

  • Myke
    1 junho 2016 at 09:05
    Responder

    O Willian Baldutti já derrotou o quarto da lista, era o Campeão do Jungle… e não está na lista?
    O UFC tá precisando de pesos pesados, tomara que a turma toda consiga a oportunidade de ouro!

    • Nocaute na Rede
      1 junho 2016 at 10:23
      Responder

      Obrigado pelo contato Myke.

      O William Baldutti acabou não entrando mesmo na nossa lista, devido a alguns critérios ele ficou em 12º. Mas com certeza é um grande atleta e um grande amigo nosso.

      Abraços

      Att,
      Equipe Nocaute na Rede

  • Além do UFC: Veja 10 brasileiros que se destacam no Peso Meio Pesado
    20 junho 2016 at 18:12
    Responder

    […] Continuando a coluna “Além do UFC“, hoje eu trago a vocês o TOP 10 na categoria dos Meio Pesados (de 83.9 kg até 92.9 kg) e que não fazem parte do plantel de lutadores da maior organização de MMA do mundo, o UFC. Se você não viu minha última coluna com os TOP 10 dos pesos pesados, clique aqui. […]

  • Responder

    *

    *

    16 − 2 =

    RELACIONADO POR