“Safra” dos ex-UFC’s no Bellator #1 – Josh Koscheck

O “Nocaute na Rede” inicia mais uma série. Agora vamos citar alguns dos lutadores que fizeram parte do UFC, mas acabaram saindo por algum motivo e fazem sua carreira...

O “Nocaute na Rede” inicia mais uma série. Agora vamos citar alguns dos lutadores que fizeram parte do UFC, mas acabaram saindo por algum motivo e fazem sua carreira no segundo maior evento de MMA do mundo, o Bellator. Vamos falar sobre sua carreira no Ultimate, o porquê da saída, sua carreira na nova organização e algumas boas luta que o lutador escolhido pode fazer. Vamos iniciar a série com o recém-contratado Josh Koscheck.

Josh Koscheck fez parte do plantel do UFC desde de 2005, agora em 2015 fará parte do Bellator (Foto: Reprodução)

Josh Koscheck fez parte do plantel do UFC desde de 2005, agora em 2015 fará parte do Bellator (Foto: Reprodução)

 



Início

Koscheck iniciou sua carreira no MMA em 2004, e nesse ano ele somou duas vitórias. Ele que ganhou alguns títulos no wrestling, sendo, de fato, sua principal arma nas artes marciais. Após seus primeiros triunfos, o americano entrou na primeira edição do The Ultimate Fighter. Em sua primeira luta ele venceu Chris Leben, por unanimidade, passando para as semifinais, porém acabou sendo derrotado por decisão divida para o que seria campeão Diego Sanchez.

UFC

Ele fez sua estreia no UFC em 2005, na final do TUF 1 aonde nocauteou, no primeiro round Chris Sanford. Ele retornou ao octógono mais famoso do mundo quatro meses depois, e encarou Pett Spratt e mais uma vez “Kos” saiu vitorioso, via finalização, sendo essa luta sua estreia nos pesos-meio-médios.  Com um cartel de 4-0, Josh foi escalado para lutar contra Drew Fickett, e Kosheck sentiu o primeiro gosto da derrota em sua carreira como profissional de MMA.

Josh desde o início se mostrou um ótimo lutador (Dave Mandel/sherdog.com)

Josh desde o início se mostrou um ótimo lutador (Dave Mandel/sherdog.com)

Com o primeiro revés, o americano buscou redenção, e conseguiu emplacar uma sequencia de cinco triunfos, incluindo uma revanche contra Diego Sanchez. Foi quando veio à luta contra, na época, o ex-campeão da categoria George St. Pierre, no qual havia perdido seu cinturão em seu último duelo contra Matt Serra. O canadense com sangue nos olhos, acabou anotando a segunda derrota no cartel de “Kos”.

Após perder o combate contra GSP, o americano mesclou entre vitórias e derrotas, somando três triunfos e dois revezes. Foi quando Koscheck emplacou uma série de lutas em que seu braço foi erguido. O primeiro foi Frank Trigg, seguindo de Anthony Johnson, cujo estava vindo com uma sequencia de três nocautes, Josh então mostrou a “fraqueza” de seu oponente o levando para baixo e finalizando o combate via mata-leão, este combate foi premiado como luta da noite e o vencedor levou o prêmio de finalização da noite.

 

Josh conseguiu um belo mata-leão em sua luta contra Anthony Johnson (Foto: Dave Mandel/sherdog.com)

Josh conseguiu um belo mata-leão em sua luta contra Anthony Johnson (Foto: Dave Mandel/sherdog.com)

E finalmente chegou a luta dos contenders contra Paul Daley, quem se consagrasse vencedor iria disputar cinturão contra o campeão, George St. Pierre. Na luta contra Daley, Koscheck claramente quis evitar a trocação, até pelo fato de ser a especialidade do inglês e incrementando que sua mão é pesada. Mas Josh frustrou Paul, o levando para o solo diversas vezes com seu belo wrestling. Quando a luta havia encerrado, e o domínio de Josh estava concretizado, “Sentex” (assim como Daley também é conhecido) agrediu seu oponente de forma covarde aplicando dois socos enquanto “Kos” estava virado de costas. Após essa atitude, Dana White demitiu o inglês e disse que ele nunca mais retornaria a organização.

The Ultimate Fighter 12

Após a sequencia de triunfos e ter lutado contra Paul Daley para decidir quem seria o próximo a disputar o cinturão, Josh Koscheck foi escalado para ser o técnico da casa do TUF 12, o outro claramente era GSP. Dentro da casa o americano vivia provocando Pierre, falando algumas besteiras, o ameaçando, numa forma de tentar entrar na cabeça do canadense. Contudo, isso não fez efeito, já que no combate, no qual ocorreu pelo UFC 124, Josh foi completamente dominado. George abusou dos jab’s, devido a isso “Kos” acabou ficando com o olho quase fechado. A luta acabou e o canadense defendeu com sucesso seu cinturão, via decisão unânime.

GSP simplesmente dominou Koscheck durante todo o combate (Foto: Getty Images)

GSP simplesmente dominou Koscheck durante todo o combate (Foto: Getty Images)

 

Motivo da demissão

Sem a conquista do cinturão, Josh conseguiu vencer mais duas lutas, contra Matt Hughes pelo UFC 135 e Mike Pierce no UFC 143. Com esses dois triunfos ele foi escalado para lutar contra Jonhy Hendricks, que vinha se destacando na categoria, e foi a partir daí o início do “pesadelo” do americano. O combate entre ambos foi muito acirrado, e acabou sendo deixado para as mãos dos juízes laterais. Enquanto muitos achavam que a peleja iria ser a favor de “Kos”, o braço levantado foi o de Hendricks.

Depois da derrota polêmica, um lutador cujo estava acostumado emplacar sequencias de triunfos, acabou acumulando diversas derrotas. Ele somou cinco revezes, já contando com a Hendricks. Os adversários foram: Robbie Lawler, Tyro Woodley, Jake Ellenberger e Erick Silva, sendo as duas primeiras por nocaute e as outras via finalização.

Com esse acumulo de derrotas, sendo um dos destaques do UFC e sem obter um triunfo por três anos Koscheck teve o contrato expirado.

A última luta de Koscheck pelo UFC foi contra Erick Silva (Foto: Gleidson Venga/sherdog.com)

A última luta de Koscheck pelo UFC foi contra Erick Silva (Foto: Gleidson Venga/sherdog.com)

 

Bellator

Scott Coker não esperou muito e durante a transmissão do Bellator 139, que ocorreu no dia 26 de junho, ele anunciou a contratação do ex-UFC de 37 anos de idade. Kosheck tem um cartel de 17 vitórias e dez derrotas, e sua estreia, provavelmente será contra Paul Daley, onde poderão resolver o “problema” da luta na antiga organização.

Pensamento do Redator

A demissão de Kosheck já parecia estar perto, pensei até que fosse ser liberado do UFC quando somou sua quarta derrota, entretanto ainda tentou dar o último respiro de sobrevivência, mas para sua infelicidade – digamos assim – não conseguiu. E era mais que espera com a saída de Josh, Scott Coker não ia dar bobeira e botá-lo para dentro da organização. E de quebra ainda casou uma luta, na qual terminou de forma polêmica que foi contra Paul Daley. Ambos os lutadores são polêmicos, e poderão mais uma vez resolver suas discussões, entretanto, dessa vez no cage do Bellator. Tem ótimos lutadores na categoria dos meio-médios da segunda maior organização de MMA do mundo, então “Kos” não terá moleza.

Ambos agora no Bellator, os fãs podem ver Josh Koscheck vs Paul Daley 2 (Foto: UFC)

Ambos agora no Bellator, os fãs podem ver Josh Koscheck vs Paul Daley 2 (Foto: UFC)

 

 Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek
Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH

 

Escrito por João Carlos Cavalcanti



Categorias
BellatorEspeciaisMMA InternacionalUFC

Pai, marido, neto, amante da família; filho de Deus; Graduando em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Federal do Maranhão; Editor chefe do Nocaute na Rede,; Redator nas seções de MMA nacional e internacional; Apaixonado por rádios, jornais, livros, podcasts, filmes, séries, comidas, esportes em geral; MMA é uma paixão absurda; Praticante de MMA e muay thai; Crítico Social
Sem Comentários

Responder

*

*

5 × um =

RELACIONADO POR