Com a orientação dos irmãos medalhistas olímpicos, caçula Estivan Falcão vence e está na final do Luvas de Ouro‏

Tradicional torneio terá a grande final na próxima sexta-feira, em Santos. Estivan Falcão fez valer o sobrenome mais forte do boxe brasileiro na atualidade. O irmão caçula dos medalhistas...

Tradicional torneio terá a grande final na próxima sexta-feira, em Santos.

Estivan Falcão fez valer o sobrenome mais forte do boxe brasileiro na atualidade. O irmão caçula dos medalhistas olímpicos em Londres 2012, Esquiva e Yamaguchi Falcão, garantiu vaga na final do “Luvas de Ouro”. Em sua luta na semifinal dos meio médio ligeiros (64 kg), realizada na sexta-feira (1), no Ginásio Rebouças, em Santos, o terceiro destaque do clã Falcão contou com a orientação dos dois irmãos para superar Jonathan Conceição, integrante da seleção brasileira.

Os irmão Esquiva, Estivan e Yamaguchi Falcão (Foto: Ivan Storti)

Os irmão Esquiva, Estivan e Yamaguchi Falcão (Foto: Ivan Storti)

Cada irmão se posicionou num lado do ringue e para onde Estivan se posicionasse, tinha dicas valiosas para avançar na luta.



“Ajudou muito. Sempre que eu olhava eles estavam ali me orientando. São dois medalhistas olímpicos, hoje profissionais, que sabem muito. É muito importante ter o apoio da família”, disse o lutador de 18 anos, que também teve na plateia a torcida da mãe, Maria Olinda.

Prata em Londres, Esquiva não poupou elogios ao irmão.

“Ele representou muito bem a família. Tem um sonho de também representar o Brasil na Olimpíada em 2020 e acredito que está no caminho certo. Essa luta, para mim, foi a final, porque pegou o adversário mais forte, de seleção. Tem um futuro brilhante”, disse. “Ele tem talento e tudo para seguir adiante. Lutou muito bem”, acrescentou Yamaguchi, bronze na última olimpíada.

Além de Esquiva e Yamaguchi, o quatro vezes campeão mundial de boxe, Acelino Popó Freitas prestigiou a sétima rodada do tradicional torneio da modalidade, que nos últimos três anos é realizado em Santos pela Federação Paulista de Boxe, com patrocínios da Memorial e Tributum Special Assistance. No total, a noitada contou com 12 lutas, dez pelo Luvas de Ouro e duas profissionais.

Vanderson Oliveira de vermelho (Foto: Ivan Storti)

Vanderson Oliveira de vermelho (Foto: Ivan Storti)

Nas disputas amadoras, a equipe Memorial voltou a ser o grande destaque, vencendo seis dos dez confrontos. Outro destaque foi Vanderson Oliveira, com vitória por nocaute sobre Caique Julião (Coliseu), na categoria 60 kg. Nos super pesados (+91 kg), a semifinal foi da Memorial, com Cosme Nascimento garantindo vitória por nocaute técnico sobre Israel Santiago, numa luta aberta, digna da categoria.

Já entre os profissionais, Bruno Rossi garantiu vitória em sua estreia sore Edielson Batista, lutando nos pesos galos, enquanto que Aldimar Silva venceu por nocaute Joilson Nascimento nos pesos penas.

Bruno Rossi à esquerda (Foto: Ivan Storti)

Bruno Rossi à esquerda (Foto: Ivan Storti)

A grande final do Luvas de Ouro será realizada na próxima sexta-feira (17), novamente no Ginásio Rebouças, em Santos, a partir das 19h30, com entrada gratuita.

“Com certeza, teremos grandes combates, pelo que se viu nessas semifinais nas duas últimas rodadas. O boxe brasileiro conta com grandes promessas. E temos de agradecer ao Pepe Altstut, por estar patrocinando pelo terceiro ano esse evento, garantindo a renovação da modalidade”, disse o presidente da Federação Paulista de Boxe, Newton Campos.

O Luvas de Ouro é uma realização da Memorial Necrópole Ecumênica, Tributum Special Assistance e Federação Paulista de Boxe, com apoio da Prefeitura Municipal de Santos/ Secretaria de Esportes – SEMES e Hospital Beneficência Portuguesa de Santos.

Resultados da 7ª rodada do Luvas de Ouro – Dia  10:

56 KG
Jean Alves (Memorial) venceu  Leandro Prado (CT. Impactus) – pp
Carlos Henrique (Memorial venceu Aldo Diou (Coliseu) – pp

60 KG
Luan Vinicius (Memorial) venceu Felipe Sanchez (Marinha do Brasil) – pp
Vanderson Oliveira (Memorial) venceu Caique Julião (Coliseu) – ko

64 KG
Estivan Falcão (Coliseu) venceu Jonathan Conceição (Memorial) – pp
Michel Soares (CT. Impactus) venceu Guidson Pereira (Memorial) – kot

75 KG
Lucas Rodrigues (Boxing Brasil) venceu Jonatas Silva (Memorial) – pp
Fernando Henrique (CT. Impactus) venceu Jonatas Silva (Memorial) – pp

81 KG
Vinicius Jorge (Memorial) venceu Elias Pereira (Centurião Boxe) – pp
 

+91 KG
Cosme Nascimento (Memorial) venceu Israel Santiago (Memorial) – pp

Siga o Grupo MundoMMA no Facebook: https://on.fb.me/143Aqek

Curta Nocaute na Rede no Facebook: https://on.fb.me/18HEkvH



IBlackbelt
Categorias
Boxe Nacional e InternacionalLutas

Criado em 14 de agosto de 2013, o Nocaute na Rede tem como principal objetivo FORTALECER o crescimento do esporte pelo Brasil e mundo a fora, é por isso que desde o início divulgamos os pequenos eventos e atletas que estão começando no cenário nacional.
Sem Comentários

Responder

*

*

dois + 16 =

RELACIONADO POR